Bento XVI pede solução pacífica para Mianmar

Enquanto continuam as manifestações de protesto

| 922 visitas

CASTEL GANDOLFO, domingo, 30 de setembro de 2007 (ZENIT.org).- Bento XVI pediu neste domingo uma solução pacífica para Mianmar, enquanto no país asiático continuam as manifestações de protesto que nos dias passados deixaram vítimas mortais.



«Eu acompanho com grande ansiedade os gravíssimos acontecimentos desses dias em Mianmar e desejo expressar minha proximidade espiritual a essa querida população no momento da dolorosa prova que está passando», disse o Papa depois de ter rezado o Ângelus ao meio-dia.

Em sua saudação a milhares de fiéis reunidos no pátio da residência pontifícia de Castel Gandolfo, reconheceu: «Enquanto asseguro minha oração intensa e solidária e convido toda a Igreja a fazer o mesmo, desejo profundamente que se encontre uma solução pacífica pelo bem do país».

Mianmar se converteu em cenário de importantes manifestações populares guiadas pro monges budistas, que foram reprimidas desde o dia 26 de setembro pelos militares.

Pelo menos 16 pessoas morreram desde então pelos tiros e golpes dos soldados e dos agentes militares, entre eles dois estrangeiros e vários monges.