Bento XVI: São João Bosco, dom para todo o povo de Deus

Mensagem ao capítulo geral dos salesianos

| 639 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 3 de março de 2008 (ZENIT.org).- Bento XVI apresentou São João Bosco como dom para toda a Igreja, na mensagem que enviou ao reitor-mor dos salesianos, Pe. Pascual Chávez Villanueva, e aos participantes no XXVI capítulo geral da Congregação.

«É muito importante que cada salesiano se inspire continuamente em Dom Bosco: que o conheça, estude, ame, imite, invoque, faça própria sua própria paixão apostólica, que emana do coração de Cristo», afirma o Papa em sua carta.

O pontífice comenta o tema escolhido para o capítulo geral, que se inspira no programa de vida de Dom Bosco: «Da mihi animas, cetera tolle» (Dai-me almas, ficai com o resto).

«O carisma de Dom Bosco é um dom do Espírito para todo o povo de Deus, mas só na escuta dócil e na disponibilidade à ação divina é possível interpretá-lo e torná-lo atual e fecundo», explica o Papa em sua mensagem.

A mensagem foi lida na sala capitular pelo cardeal Raffaele Farina, salesiano, bibliotecário e arquivista da Santa Romana Igreja.

O Papa define Dom Bosco como o «santo de uma paixão única: ‘a glória de Deus e a salvação das almas’», sintetizando assim «a mística e a ascética do salesiano».

«É necessário superar a dispersão do ativismo e cultivar a unidade da vida espiritual através da aquisição de uma profunda mística e de uma sólida ascética.»

«Isso alenta o compromisso apostólico e é garantia de eficácia pastoral. Nisto deve consistir o caminho de santidade de cada salesiano, e nisto deve concentrar-se de formação das novas vocações à vida consagrada salesiana.»

«A evangelização deve ser a fronteira principal e prioritária da atual missão» dos salesianos. «Nos lugares nos quais convivem várias religiões e naqueles secularizados é necessário encontrar vias inéditas para fazer conhecer, especialmente aos jovens, a figura de Jesus de forma que percebam sua fascinação perene.»

«Deve-se ajudar os jovens a valorizar os recursos que levam dentro como dinamismo e desejo positivo; colocá-los em contato com propostas ricas de humanidade e de valores evangélicos; estimulá-los a que participem ativamente na sociedade por meio do trabalho, da colaboração e do compromisso pelo bem comum.»

Bento XVI agradece a congregação pelo trabalho educativo que realiza: «A Igreja tem necessidade da contribuição de especialistas que aprofundem na metodologia dos processos pedagógicos e formativos, na evangelização dos jovens, em sua educação moral, elaborando juntos respostas aos desafios da pós-modernidade, da interculturalidade e da comunicação social e, ao mesmo tempo, procurando ajudar as famílias».

Ao final da mensagem, o Santo Padre recorda que em 2015 se comemora o bicentenário do nascimento de Dom Bosco e pede que este aniversário estimule os salesianos «a ser cada vez mais ‘sinais autênticos do amor de Deus aos jovens’ e a fazer que os jovens sejam realmente a esperança da Igreja e da sociedade».