Bento XVI se une à jornada de oração e jejum

Praça de São Pedro recebeu vigília pela paz no mundo no último sábado

Roma, (Zenit.org) Redacao | 500 visitas

Organizada a convite do papa Francisco, a jornada de oração e jejum pela paz na Síria, no Oriente Médio e no mundo inteiro, no último sábado, 7 de setembro, contou também com a participação do papa emérito Bento XVI. A informação é da agência de notícias francesa I.MEDIA.

"O papa emérito Bento XVI se une ao convite de jejum e oração do papa Francisco", publicou a agência, indicando como fonte dom Gänswein, secretário do papa emérito e prefeito da Casa Pontifícia.

Às 19h de Roma, a praça de São Pedro recebeu a vigília de oração que Francisco tinha convocado no domingo anterior, durante a oração do ângelus: "Irmãos e irmãs, decidi convocar em toda a Igreja, no próximo dia 7 de setembro, véspera da Natividade de Maria, Rainha da Paz, uma jornada de jejum e de oração pela paz na Síria, no Oriente Médio e no mundo inteiro, e convido a participar desta iniciativa, da maneira que considerarem mais oportuno, também os irmãos cristãos não católicos, aqueles que pertencem a outras religiões e todos os homens de boa vontade".

O papa tinha pedido também que os participantes se reunissem "em oração e em espírito de penitência para implorar de Deus este grande dom para a amada nação síria e para todas as situações de conflito e de violência no mundo. A humanidade tem necessidade de ver gestos de paz e de ouvir palavras de esperança e de paz. Peço a todas as Igrejas particulares que, além de viver essa jornada de jejum, organizem algum ato litúrgico por esta intenção".