Berlim proíbe cartazes de boas-vindas ao Papa

Organização católica apelará à sentença do tribunal

| 2516 visitas

BERLIM, quinta-feira, 8 de setembro de 2011 (ZENIT.org) – As autoridades de Berlim fizeram todo o possível para proibir que uma organização católica espalhasse grandes cartazes de boas-vindas ao Papa, cuja viagem está programada para o final deste mês, no histórico distrito central da cidade.

Credo, um grupo sem fins lucrativos, propôs reutilizar os painéis erigidos para a campanha da chanceler Angela Merkel, pertencente à União Democrática Cristã, antes das eleições gerais de 18 de setembro, segundo informa a agência France-Press.

No entanto, nesta terça-feira, um tribunal administrativo se opôs à proposta, indicando que tais painéis poderiam acabar sendo antiestéticos, fatores de distração para os motoristas e causadores de acidentes de trânsito.

Os grandes painéis, de quase 10 m², não são permitidos normalmente no distrito Mittle, com exceção das campanhas eleitorais e “por razões de abrumador interesse público”, que é determinado pelas autoridades locais.

Credo, fundado por Christoph Lehmann, declarou que pretende apelar desta decisão.

No próximo dia 22 de setembro, Bento XVI viajará à Alemanha pela terceira vez no seu pontificado. Visitará o santuário mariano de Etzelsbach e as cidades de Berlim, Erfurt e Friburgo em Brisgóvia.

O Papa presidirá mais de 24 atos, além de participar de várias reuniões privadas e refeições. Dará 18 discursos.

O Pontífice, de 84 anos, programou encontros com a chanceler e o presidente da Alemanha, com os líderes das comunidades judaicas, muçulmanas, ortodoxas e evangélicas, além de presidir um encontro juvenil no qual se realizará uma Missa pública no estádio olímpico da nação.