Bispo das Ilhas Salomão: «Sobrevivemos»

Reconstrução da diocese depois do terremoto e do tsunami

| 378 visitas

GIZO, Ilhas Salomão, quarta-feira, 30 de maio de 2007 (ZENIT.org).- O bispo de Gizo disse que apesar da estendida destruição, as Ilhas Salomão estão lentamente recuperando-se depois do terremoto e do tsunami que atingiu o país no mês passado.

Um terremoto de magnitude 8,1, atingiu as ilhas em 2 de abril, e o tsunami que seguiu o mesmo causou dezenas de mortes e deixou milhares de pessoas sem casa.

Mas o bispo Bernard O’Grady, de Gizo, explica que as ilhas estão se reconstruindo.

«Houve muito sofrimento e dor em toda esta diocese», declarou o bispo O’Grady.

Mas elogiou a chegada da Cruz da Jornada Mundial da Juventude, menos de duas semanas depois da tragédia.

«A chegada da Cruz da Jornada Mundial da Juventude e do ícone de Maria se converteu em uma imagem de nosso próprio sofrimento desde o tsunami e do terremoto», disse o bispo.

O prelado de 75 anos acrescentou: «Estamos agora no começo do programa de reconstrução, que esteve no centro de nossa oração e confiança em Cristo ressuscitado. Nós vemos isso como nossa própria ressurreição».

«Agora, quando experimentamos Pentecostes, a Igreja nasceu de novo. Este será o tema de nossa diocese e nossa reconstrução.»

«Este será um esforço de reconstrução que durará muito tempo e pedimos seu apoio contínuo na oração e na comunhão conosco», concluiu o bispo O’Grady.