Bispo destaca importância dos diáconos

“Sempre houve diáconos, desde o princípio”, diz Dom Carles Soler

| 998 visitas

ROMA, sexta-feira, 3 de dezembro de 2010 (ZENIT.org) – O bispo emérito de Girona (Espanha), Dom Carles Soler Perdigó, considera que o diaconado permanente é uma riqueza que a Igreja tem de voltar a descobrir.

Em declarações à Agência Ecclesia, o bispo destacou a importância de que os diáconos estejam presentes, atuem e cumpram suas funções.

Dom Carles Soler afirma que estes ministros “são um dom do Espírito Santo” que deve difundir “o espírito de serviço”.

Para o bispo, a decisão do Concílio Vaticano II de restaurar o diaconado permanente teve o objetivo de suprir uma “lacuna”, uma “hibernação” que existia desde o século XII.

“Segundo o que recebemos da tradição mais antiga e da Sagrada Escritura, sempre houve diáconos, desde o princípio, para ajudar o bispo no cumprimento da sua missão”, diz o prelado.

Com o tempo, contudo, houve uma grande multiplicação no número dos sacerdotes e estes “foram absorvendo as funções próprias do diáconos”.

Dom Carles Soler foi o conferencista principal no III Simpósio dos Diáconos Permanentes de Portugal, que decorreu de 30 de novembro a 1 de dezembro, em Fátima, promovido pela Comissão Episcopal Vocações e Ministérios.