Bispos americanos condenam assassinato de médico abortista

O cardeal Rigali assegura suas orações por George Tiller

| 1901 visitas

WASHINGTON, terça-feira, 2 de junho de 2009 (ZENIT.org-El Observador).- Em nome da Conferência de Bispos Católicos dos Estados Unidos, o cardeal Justin Rigali, arcebispo da Filadélfia, presidente do Comitê de Atividades Pró-vida dos bispos americanos, lamentou profundamente o assassinato a tiros do Dr. George Tiller, conhecido por sua prática de abortos.

"Nossa conferência episcopal e todos seus membros denunciaram de forma constante e pública toda forma de violência em nossa sociedade, inclusive o aborto, assim como o recurso equivocado à violência por parte de alguém contrário ao aborto”, disse o cardeal Rigali.

“Um assassinato como este vai contra tudo o que defendemos e daquilo que queremos que nossa cultura defenda, isto é, o respeito pela vida de cada ser humano desde sua concepção até sua morte natural. Oramos pelo Dr. Tiller e por sua família”, acrescentou o cardeal Rigali. 

Neste sentido, diversas organizações católicas dos Estados Unidos se pronunciaram repudiando o assassinato e toda forma de negação da vida.