Bispos consternados com o "domingo negro" da Nigéria

Atentados terroristas contra cristãos e catástrofe aérea atingem o país

| 831 visitas

ROMA, quarta-feira, 6 de junho de 2012 (ZENIT.org) - Os bispos da Nigéria manifestaram sua consternação diante dos últimos acontecimentos no país: um novo ataque terrorista, dentro de uma já longa série de atentados contra centros cristãos, e um acidente aéreo com 153 vítimas fatais. Ambas tragédias aconteceram no último domingo.

“Estamos consternados e perplexos com as duas tragédias que golpearam a Nigéria ontem: o acidente aéreo em Lagos, que provocou a morte de 153 pessoas, e o ataque contra uma igreja cristã em Bauchi”, disse à agência Fides dom Ignatius Ayau Kaigama, arcebispo de Jos e presidente da Conferência Episcopal da Nigéria, que acaba de encerrar um encontro com os bispos em Abuja.

“Estou na capital federal, Abuja, em peregrinação nacional de oração. Convidamos os católicos da Nigéria, dos bispos até cada um dos fiéis, a se reunirem na cidade para orar pelo nosso país. Em particular, pedimos a ajuda do Senhor para enfrentar os incessantes ataques terroristas, com bombas, assassinatos e roubos a mão armada, cometidos contra toda a nação”.

“O momento de oração celebrado em 2 de junho contou com uma participação extraordinária. Os fiéis oraram com muita intensidade”, conta dom Kaigama. “Depois da oração, os bispos se reuniram com o presidente Goodluck Jonathan, para discutir os problemas de segurança do país e os ataques contra as igrejas cristãs, especialmente no norte. A reunião foi muito frutífera”, opina o arcebispo.

 Neste domingo, 3 de junho, um avião de carreira que une Abuja à capital econômica nigeriana, Lagos, caiu sobre um bairro desta última cidade. Na queda, o avião com 147 passageiros e 6 tripulantes bateu contra um pequeno prédio de dois andares e em seguida se despedaçou em um terreno onde havia uma igreja e uma gráfica. No mesmo dia, em Bauchi, norte da Nigéria, um carro-bomba explodiu perto de uma igreja pentecostal, matando 15 pessoas.