Bispos dos Estados Unidos pedem a aprovação da lei de imigração

Bispos afirmam que está na hora de agir sobre a proposta de reforma migratória

Roma, (Zenit.org) Redacao | 355 visitas

Os bispos norte-americanos que celebraram a Missa na fronteira entre os EUA e o México, dia 1 de abril, em memória aos imigrantes mortos no deserto, viajaram para Washington dia 29 de maio para dar continuidade à campanha pela lei da reforma migratória.

A Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB) informa em comunicado enviado para a Câmara dos Deputados que apresentará uma mensagem intitulada "é hora de agir" a favor de uma lei sobre a reforma da imigração.

"A viagem até a fronteira abriu nossos olhos ainda mais, para as tragédias humanas geradas pelo sistema migratório atual", afirmou o Dom Eusébio Elizondo, Bispo Auxiliar de Seattle e presidente do Comitê sobre Migração . "É um passo natural querer compartilhar com os legisladores em Washington a nossa experiência e a nossa solidariedade para com os moradores de ambos os lados da fronteira", disse.

Ele destacou que "a única solução real para esse sistema, que não está funcionando, é a ação do Congresso". "Precisamos de um debate e de uma votação sobre a questão. A falta de ação é equivalente a apoiar o status quo, que os americanos concordam que e é preciso mudar", disse o prelado.

Em 27 de junho de 2013, o Senado aprovou o projeto de lei S. 744, que prevê a concessão de cidadania a imigrantes ilegais que chegaram aos Estados Unidos antes de 31 de dezembro de 2011 e não têm antecedentes criminais. No entanto, devido à falta de acordo entre democratas e republicanos, a Câmara ainda não definiu uma data para a discussão, para chegar à aprovação final.

Entre os bispos que participam desta jornada está Dom Thomas Wenski de Miami, Dom Elizondo, o bispo John Wester de Salt Lake City, Dom  Oscar Cantu de Las Cruces, Novo México e Dom Gerald Kicanas de Tucson, Arizona. 

(Trad.:MEM)