Bispos no Brasil refletem sobre Sínodo da Palavra

Na XVIII edição do Curso dos Bispos, promovido pela arquidiocese de Rio de Janeiro

| 1593 visitas

RIO DE JANEIRO, quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009 (ZENIT.org).- Cerca de 100 bispos no Brasil reúnem-se esta semana no Rio de Janeiro para refletir sobre o recente Sínodo da Palavra de Deus, no XVIII Curso dos Bispos.

Segundo o cardeal Eusébio Scheid explicou na abertura do curso, nessa segunda-feira, o evento é destinado aos prelados querem se aprofundar em um tema específico, «mas de uma forma diferente, leve».

O tema deste ano é «A palavra de Deus na vida e na missão da Igreja», que foi debatido no Sínodo dos Bispos, em Roma, em outubro do ano passado.

O bispo de Petrópolis, Dom Filippo Santoro, um dos delegados nomeados pelo Papa para a assembleia do Sínodo, falou sobre sua participação na grande reunião eclesial.

«A experiência do Sínodo é algo extraordinário, porque temos a presença do Santo Padre conosco todos os dias», afirmou o bispo, segundo refere o site da arquidiocese do Rio.

«Logo no primeiro dia, o Papa comentou os Salmos e falou das leituras daquele dia. Sua colocação foi de improviso o que me impressionou, pela profundidade de suas palavras. Como dizemos aqui, ele foi estava com a unção», disse Dom Filippo.

Segundo o bispo, Bento XVI também explicou que quem constrói a vida sobre a Palavra de Deus nunca se perde. «Somente a Palavra de Deus nos é garantia de firmeza, é um fundamento que permanece».

Dom Filippo explicou ainda que a assembleia sinodal enfatizou que a Palavra não é uma sucessão de textos. «A Palavra de Deus é uma pessoa. Por isso é muito importante a Palavra lida dentro da vida da Igreja, experimentada na liturgia».

«O principal objetivo do Sínodo foi descobrir a grande riqueza da Palavra. A partir desta descoberta, o povo de Deus é chamado a contagiar os outros», afirmou.

O bispo de Petrópolis destacou o vínculo entre as conclusões da Conferência de Aparecida e as proposições do Sínodo.

«A Conferência falava de três grandes temas: discípulos, missionários e vida. O Sínodo fala da Palavra de Deus que é vida. Foi um encontro profundissímo entre a intenção profunda de Aparecida e a intenção profunda do Sínodo.»

«A Palavra é algo que contagia, transforma a vida em vista da missão, assim a missão será um feito natural que nasce do entusiasmo do ardor que o encontro com o Cristo nos oferece», disse.

Para Dom Filippo, um dos pontos marcantes do Sínodo da Palavra foi o testemunho daqueles que são perseguidos por causa da Palavra de Deus.

«Um bispo da Letônia, no Leste Europeu, contou que na época do comunismo um padre de sua diocese foi preso por guardar uma Bíblia em sua casa. Na prisão jogaram a Bíblia no chão e mandaram-no pisar na Palavra de Deus.»

«Ele se ajoelhou e beijou a Sagrada Escritura. Ficou dez anos preso, depois voltou à sua comunidade e diante da mesma Bíblia, ele exclamou: “esta é a Palavra de Deus pela qual eu me juntei aos sofrimentos de Cristo”», contou Dom Filippo.

O Curso dos Bispos for criado pelo cardeal Eugenio Sales, arcebispo emérito do Rio de Janeiro, em 1991. É considerado a segunda maior reunião do episcopado brasileiro, depois da assembleia geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). A edição de 2009 encerra nesta sexta-feira.