Brasil: Em Natal, problema não são vocações, mas estrutura para acolher padres anciãos

Segundo o bispo local

| 495 visitas

KÖNIGSTEIN (Alemanha), terça-feira, 27 de junho de 2006 (ZENIT.org).- Segundo Dom Matias Patrício de Macedo, arcebispo de Natal, capital do Rio Grande do Norte (nordeste do Brasil), diferentemente de outras dioceses do mundo, principalmente da Europa, sua arquidiocese é rica em vocações, no entanto um problema aqui é «o alojamento e assistência para sacerdotes anciãos».



Em recente visita a entidade assistencial Ajuda à Igreja que Sofre, o prelado afirmou que atualmente cerca de 65 jovens se preparam para o sacerdócio em sua arquidiocese.

«No ano passado, foram ordenados 11 sacerdotes, e em 2006 espero ordenar outros quatro», disse.

No entanto, o arcebispo assinalou uma dificuldade da arquidiocese: a falta de estrutura para alojamento e assistência para os sacerdotes anciãos e enfermos.

Nestes momentos, somente um sacerdote ancião vive no seminário. «No entanto, eu gostaria que muitos mais se alojassem ali, porque poderiam servir de exemplo aos jovens seminaristas e também ajudá-los com seus conselhos».

Segundo o arcebispo, «evidentemente teremos de ampliar o edifício se quisermos mais sacerdotes anciãos e enfermos encontrem lugar ali».

O prelado pediu a AIS apoio para o sustento «das religiosas envolvidas diretamente no trabalho pastoral de nossas paróquias», assim como para a rádio arquidiocesana Emissora de Educação Rural de Natal, cuja programação é religiosa e inclui notícias e testemunhos de sacerdotes.

A arquidiocese de Natal conta com mais de 1,9 milhão de habitantes, e mais de 1,6 milhão é católico. Cerca de 130 sacerdotes assistem os fiéis das 68 paróquias.