Brasil: lançamento da Campanha da Fraternidade na Arquidiocese de Olinda e Recife

Dia 13, Quarta-feira de Cinzas, às 15h, no Centro de Internação Provisória de Menores Infratores da Funase, bairro do Bongi

Brasília, (Zenit.org) | 855 visitas

“Fraternidade e Juventude”. O tema da Campanha da Fraternidade (CF) deste ano não poderia ser diferente, afinal de contas, em julho, o País será sede, pela primeira vez, do maior evento católico do mundo, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Por isso, em 2013, são os jovens os protagonistas da Igreja Católica e o “alvo” das ações pastorais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Ciente do desafio da missão, a Arquidiocese de Olinda e Recife, fará o lançamento no dia 13, Quarta-feira de Cinzas, às 15h, no Centro de Internação Provisória de Menores Infratores da Funase, bairro do Bongi.

“É lá que está um dos maiores desafios para a Igreja, são os corações daqueles jovens que também temos que levar para Deus”, afirmou o arcebispo dom Fernando Saburido. O religioso presidirá a tradicional Missa de Cinzas, que além de marcar o lançamento da CF, abre também o período da Quaresma – que são os 40 dias que antecedem a Semana Santa. Esse tempo litúrgico é para os católicos um momento de profunda reflexão da Palavra de Deus, prática de jejum e penitências.

Além de ter a juventude como tema, a CF deste ano é especial, pois está completando 50 anos. A fundação da CF teve início quando três padres responsáveis pela Cáritas brasileira, em 1961, idealizaram uma campanha para arrecadar fundos para as atividades assistenciais e promocionais da instituição e torná-la autônoma financeiramente. A atividade foi chamada Campanha da Fraternidade e realizada pela primeira vez na quaresma de 1962, em Natal (RN), com adesão de outras três Dioceses e apoio financeiro dos Bispos norte-americanos.

No ano seguinte, 16 dioceses do Nordeste realizaram a campanha. A princípio não houve grande êxito financeiro, mas foi o embrião de um projeto anual dos Organismos Nacionais da CNBB e das Igrejas Particulares no Brasil, realizado à luz e na perspectiva das Diretrizes Gerais da Ação Pastoral (Evangelizadora) da Igreja em nosso País.

Este projeto foi lançado, em nível nacional, no dia 26 de dezembro de 1962, sob o impulso renovador do espírito do Concílio Vaticano II, o que foi fundamental para a concepção e estruturação da CF.