Brasil: nomeações para Petrolina e Salvador

| 1390 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 27 de julho de 2011 (ZENIT.org) – Segundo informou a Santa Sé nesta quarta-feira, Bento XVI Dom Manoel dos Reis de Farias como bispo da diocese de Petrolina (Pernambuco), transferindo-o da diocese de Patos (Paraíba). Ele sucede Dom Paulo Cardoso da Silva, 76, que teve seu pedido de renúncia aceito por limite de idade.

O Papa nomeou também o monsenhor Gilson Andrade da Silva, 44, bispo auxiliar da arquidiocese de São Salvador (Bahia). Ele é reitor do Seminário Nossa Senhora do Amor Divino, da diocese de Petrópolis (Rio de Janeiro).

Dom Manoel

O novo bispo de Petrolina, Dom Manoel dos Reis de Farias, nasceu no dia 23 de abril de 1946, em Orobó (Pernambuco). Foi ordenado padre em 6 de janeiro de 1983. Em agosto de 2001, foi nomeado bispo da diocese de Patos e recebeu a ordenação episcopal no dia 10 de novembro do mesmo ano. Tem especialização em Direito Canônico e seu lema episcopal é “Servir na unidade”.

Mons. Gilson

Nascido no Rio de Janeiro, no dia 11 de setembro de 1966, mons. Gilson foi ordenado padre em 4 de agosto de 1991. Cursou filosofia  no Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino, em Petrópolis, e teologia na Universidade de Navarra, na Espanha, tendo sido aluno do Colégio Eclesiástico Internacional Bidasoa (Pamplona, Espanha).

Com mestrado em teologia pela Pontifícia Universidade della Santa Croce, em Roma, mons. Gilson foi vice-reitor do Seminário Nossa Senhora do Divino Amor, de Petrópolis; vigário paroquial da paróquia Sant’Ana e São Joaquim, em Petrópolis; professor no Seminário e na Universidade Católica de Petrópolis; diretor do Instituto de Teologia, Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Católica de Petrópolis.