Brasil receberá refugiados palestinos

Programas de reassentamento têm apoio da Igreja

| 865 visitas

BRASÍLIA, sexta-feira, 14 de setembro de 2007 (ZENIT.org).- O Brasil receberá neste final de setembro e início de outubro 117 refugiados palestinos, vítimas da violência sectária no Iraque e que atualmente vivem em campos nas fronteiras iraquianas.



Os migrantes terão como destino os Estados de São Paulo (sudeste do país) e Rio Grande do Sul (região sul).

Os refugiados serão reassentados e receberão ajuda para aluguel, compra de móveis e assistência material durante o período de integração no país. Receberão também aulas de português.

A notícia foi dada essa quarta-feira, em Genebra, pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), «quatro meses após a decisão do governo brasileiro de receber refugiados palestinos que estão no campo de Ruwayshed, na Jordânia», informa a assessoria de comunicação da ACNUR.

Cerca de 100 palestinos também serão acolhidos pelo Chile. Segundo a ACNUR, em ambos os países, «os refugiados serão beneficiados pelo Programa de Reassentamento Solidário, implementado pelos governos com o apoio do ACNUR, de organizações não-governamentais e Igrejas».

O programa de Reassentamento Solidário é «uma estratégia conjunta de proteção aos refugiados na América Latina», informa a assessoria de comunicação da ACNUR.

Foi assinado por 20 países da região, em 2004. Até o momento, os beneficiários foram vítimas do conflito colombiano. Portanto, os palestinos serão os primeiros refugiados de fora da América Latina que se beneficiarão do Programa.