Campus Fidei recebe os últimos preparativos para acolher o Papa

Local onde serão realizadas a Vigília e a Missa de Envio, nos dias 27 e 28 de julho

Rio de Janeiro, (Zenit.org) | 356 visitas

Toda a infraestrutura para os dois últimos eventos com a presença do Papa Francisco já está em fase final de montagem. O Campus Fidei, em Guaratiba, local onde serão realizadas a Vigília e a Missa de Envio, nos dias 27 e 28 de julho, terá uma estruturacompleta para receber os peregrinos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013).

Todo o terreno, que tem área total de 1,362 milhão de metros quadrados, está sendo dividido em 22 lotes, cada um com área equivalente, em média, a sete campos do Maracanã. Esses lotes contarão com 32 ilhas de serviço distribuídas entre eles, onde haverá lanchonetes, banheiros, torre de vigilância e bebedouros. Os peregrinos também vão poder comprar produtos oficiais da JMJ Rio2013 na Loja Oficial.

Tudo foi projetado para que os peregrinos não precisem se deslocar entre os lotes para encontrar os serviços desejados. Cada lote terá grades de proteção em seu entorno, mas também várias saídas, com cerca de 40 metros de largura, todas com placas que vão sinalizar a sua localização. Elas possibilitarão a entrada e saída dos peregrinos com segurança e tranquilidade.

Com 75 metros de largura e 68 metros de profundidade, o palco onde estará o Papa Francisco comportará 750 convidados. Uma plataforma elevatória vai dar acesso ao Altar e às sacristias.

O conjunto de elementos já foi quase todo montado. Dele, fazem parte uma cruz de 33 metros de altura, duas estruturas de ferro que lembram a posição de mãos em oração na direção do céu, colunas com as palavras "amizade", "amor" e "união" e torres de ferro que contornam o palco, que remetem a um órgão de tubos e têm inspiração nas catedrais góticas.

Todos os peregrinos, sobretudo aqueles que estão em setores mais distantes, poderão acompanhar tudo o que acontecer no palco pelos 33 telões de LED espalhados pelos lotes.

Operários trabalham com emoção

Com muita dedicação, os operários têm trabalhado para deixar tudo pronto e preparado para a chegada do Papa Francisco.Eles estão espalhados por todo o terreno, seja na montagem do palco e do “Media Center”, na colocação das grades dos lotes ou na operação de máquinas e caminhões.

Marco Antônio Silveira é responsável pela montagem de octanorm, que são as divisórias utilizadas na montagem de “estandes”, como as lanchonetes, os postos médicos, entre outros. Para ele, trabalhar nas obras está sendo uma experiência única, com muitos aprendizados. “É um megaevento. Então, isso para nós só nos engrandece no trabalho, sabendo que, de alguma forma, a gente contribuiu um pouquinho para o Papa fazer um ótimo evento”, disse.

(Fonte: http://www.rio2013.com/pt)