Canção Nova festeja com Papa sua aprovação pontifícia

Um movimento que anuncia a Boa Nova com os meios de comunicação

| 1233 visitas

Por Carmen Villa

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 5 de novembro de 2008 (ZENIT.org).- Cerca de 2 mil membros do movimento apostólico brasileiro Canção Nova aplaudiram efusivamente e começaram a cantar quando o Papa Bento XVI os saudou na audiência desta quarta-feira, por ocasião de seu reconhecimento pontifício. 

Viajaram a Roma, procedentes de vários países, para celebrar este fato, que consideram como um presente pelos 30 anos que se completam desde sua fundação. 

«Foi uma alegria muito grande para nós. Recebemos o chamado de ir pelo mundo e anunciar o Evangelho e hoje o Papa na audiência nos confirma esse chamado», diz à Zenit Francisco Roberto Ximenez, leigo consagrado deste movimento. 

Evangelizar os batizados e através da mídia

A Canção Nova foi fundada em São Paulo pelo monsenhor Jonas Abib SDB, que decidiu pôr em prática os ensinamentos da exortação apostólica Evangelii Nuntiandi, sobre a evangelização no mundo contemporâneo. Nela, o Papa Paulo VI afirmava a importância de levar o Evangelho aos batizados para que fossem mais coerentes com sua fé. 

Ele levou esta missão adiante dando particular ênfase à transmissão da Boa Nova através dos meios de comunicação, especialmente a rádio, a televisão, a publicação de livros e a música. 

O movimento, inspirado na Renovação Carismática, conta atualmente com 1.075 membros consagrados, homens e mulheres em diferentes estados de vida: sacerdotes, seminaristas, leigos consagrados e casais. Dentro de seus carismas está a evangelização através dos meios de comunicação por meio de canais de televisão, rádio e Internet. 

Seu fundador define o perfil de todo membro da Canção Nova como «orante, fraterno e trabalhador». O que deve caracterizar seus membros é a virtude da pobreza, a autoridade e a submissão, a reconciliação, o amor e a adoração, a convivência saudável, a vida fraterna, o compartilhar, a transparência e a confiança na divina providência. 

Entre os peregrinos na Praça de São Pedro, estava João Orlando Guimarães, que veio do Brasil junto com sua esposa, Elisa Maria, para celebrar este passo adiante da Canção Nova. 

«Para nós é muito especial consagrar-nos como família na Canção Nova. Para isso, devemos ter uma preparação que dura dois anos. Isso significa muito para nós, porque nos reafirmamos em nossa missão de evangelizadores», disse João Orlando à Zenit. 

A festa na Praça de São Pedro 

Os peregrinos cantavam efusivos na praça, com bandeiras do Brasil, a mensagem «Ser Canção Nova é bom demais». Usavam uma camiseta branca e azul, com o escudo do movimento. Antes de viajar, muitos se dedicaram a vender doces e fazer atividades econômicas para reunir o dinheiro e poder estar assim na Cidade Eterna para celebrar este momento. 

Os membros deste movimento tiveram várias missas de ação de graça nas basílicas de São Paulo Fora dos Muros, presidida pelo cardeal brasileiro Cláudio Hummes prefeito da Congregação para o Clero; em São João de Latrão, presidida por Stanislaw Rylko, presidente do Conselho Pontifício para os Leigos, e em Santa Maria a Maior, presidida por seu fundador, monsenhor Abib. 

«A obra está crescendo, chegando a outros países. Os meios de comunicação têm mais alcance e mais pessoas, e agora este reconhecimento é um evento histórico para nós», diz Tatiana Gomes, consagrada do movimento. É brasileira e atualmente vive na França, com outros sete membros de sua comunidade. 

Palavras do Papa 

Ao terminar a audiência, o Papa lhes dirigiu algumas palavras especiais em português para manifestar a «alegria de toda a Igreja» por este recente reconhecimento. Desta forma, expressou «a estima da Igreja pelo ideal e empenho que vos anima para dar inspiração cristã às linguagens de nosso mundo e à leitura dos acontecimentos da história». 

O Papa terminou exortando-os a ser «verdadeiros discípulos e missionários de Cristo Ressuscitado». 

Além de estar presente no Brasil, a Canção Nova se estendeu por Portugal, Itália, Israel, Estados Unidos e França. 

Mais informação em http://www.cancaonova.com