Capítulo geral dos Oblatos de Maria Imaculada sobre conversão

Elegerão um novo superior geral

| 1119 visitas

ROMA, quarta-feira, 8 de setembro de 2010 (ZENIT.org) - Começa hoje e termina no dia 8 de outubro o capítulo geral dos Missionários Oblatos de Maria Imaculada, que está sendo realizado em Roma e cujo tema é a conversão.

A assembleia reúne 89 religiosos do mundo inteiro para viver o que suas Constituições e Regras chamam de "um tempo privilegiado de reflexão e conversão comunitárias. Juntos e unidos à Igreja, discernimos a vontade de Deus nas necessidades urgentes da nossa época e lhe agradecemos pela obra de salvação que leva a cabo por meio de nós".

Ao terminar seus 12 anos de serviço como superior geral, o Pe. Wilhelm Steckling, 11º sucessor de Santo Eugênio de Mazenod, em seu informe ao capítulo geral, recordou a toda a congregação a centralidade deste importante momento na história da família oblata.

"O tema do nosso capítulo é, surpreendentemente, não a missão, mas a conversão", afirmou. O capítulo, como recordaram os religiosos, tem este objetivo: "Centrados na pessoa de Jesus Cristo, a fonte da nossa missão, nós nos comprometemos a uma conversão profunda e comunitária".

O processo de preparação do capítulo esteve guiado pelo lema: "Conversão: um novo coração, um novo espírito, uma nova missão!".

As Constituições e Regras preveem que "o capítulo geral é a autoridade suprema na congregação (...). Elege o superior geral e o conselho, formula a perspectiva missionária, determina a orientação geral da congregação e toma as decisões necessárias. Se for preciso, revisa as Regras ou propõe à Santa Sé modificações nas Constituições".

Os missionários oblatos foram fundados em 1816 por Santo Eugênio, em Aix de Provenza (França). Hoje são mais de 4.400, que desempenham seu serviço em 70 países (mais de 700 na África, 1.450 na Europa, 630 na Ásia, 360 na América latina, 750 no Canadá, 480 nos Estados Unidos).

Mais informação em www.omiworld.org.