Cardeal acolhe ordinariato dos Estados Unidos

São 58 ex-anglicanos recebidos na Igreja

| 1197 visitas

WASHINGTON, sexta-feira, 14 de outubro de 2011 (ZENIT.org) – Será estabelecido um ordinariato nos Estados Unidos neste outono, segundo o cardeal que controla o processo, quem, no domingo passado, acolheu quase 60 anglicanos que estarão entre os primeiros membros do ordinariato.

O cardeal Donald Wuerl, arcebispo de Washington, afirmou na Escócia, na semana passada, suas esperanças de que o ordinariato dos Estados Unidos seja anunciado “este ano”.

O cardeal Wuerl é o delegado do Vaticano para a implementação da Anglicanorum Coetibus nos Estados Unidos.

O documento de 2009 ofereceu aos grupos de anglicanos uma maneira de entrar na Igreja Católica através do estabelecimento de ordinariatos pessoais, um novo tipo de estruturas canônicas.

No domingo passado, o cardeal recebeu na Igreja Católica a maioria dos membros da paróquia de St. Luke, uma antiga paróquia episcopaliana de Maryland.

Seu pastor também faz parte do grupo: está estudando para o sacerdócio católico. Outros dez membros da paróquia são católicos afastados que agora voltam a ela. Outro grupo pretende fazer o mesmo mais adiante.

“Jesus nos convida a caminhar com Ele através da vida, não somente como indivíduos que chegaram a conhecê-lo e a amá-lo, mas como membros da sua família, a Igreja”, disse o cardeal Wuerl em sua homilia.

“Todos os que são ungidos com o Espírito Santo estão convidados a entrar nesta família de Deus, novo povo de Deus, sua Igreja”, continuou.

Indicou também que “nos referimos a Pentecostes como o aniversário da Igreja porque este evento marcou o começo das antigas comunidades cristãs, a formação das quais hoje reconhecemos como a difusão da Igreja Católica através do mundo inteiro”.

“Hoje celebramos que pertencemos à família de Deus, ao povo de Deus, ao começo do seu Reino, sua Igreja”, acrescentou o cardeal.

“E nos regozijamos porque o Espírito Santo se derrama nos sacramentos de iniciação – afirmou. Ao mesmo tempo, nos comprometemos a viver nela em plena comunhão.”

O ordinário do único ordinariato estabelecido até agora, Dom Keith Newton, do Ordinariato Pessoal de Nossa Senhora de Walsingham, no Reino Unido, celebrará a primeira Missa católica na próxima segunda-feira, em St. Luke.

Milhares

Durante sua estadia na Escócia, o cardeal Wuerl contou ao Scottish Catholic Observer que passaria um tempo entre o anúncio oficial da Santa Sé da intenção de estabelecer um ordinariato e a data real da sua implementação.

“Ainda tenho esperança de que, antes do final do ano, seja estabelecido um ordinariato nos Estados Unidos”, acrescentou.

O cardeal contou que pelo menos 100 clérigos e milhares de anglicanos “querem voltar à Igreja Católica como grupos”.