Cardeal Koch visita Igreja Ortodoxa Russa

Destaca importância do diálogo do amor

| 1353 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 15 de março de 2011 (ZENIT.org) - No último sábado, o presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos começou uma visita à Igreja Ortodoxa Russa, de grande importância ecumênica.

O cardeal Kurt Koch começará em Moscou a viagem, que terminará na quinta-feira e que incluirá visitas a importantes lugares de culto da Igreja ortodoxa russa.

O cardeal, acompanhado pelo padre jesuíta Milan Zust, se encontrará com a comunidade católica e celebrará a Missa na catedral da Mãe de Deus, em Moscou.

Em uma entrevista na Rádio Vaticano, o cardeal Koch disse que se trata, sobretudo, de "manter contatos com o Patriarcado de Moscou".

Destacou que terá audiência com o Patriarca Kirill e encontros com o metropolita Hilarion Alfeyev, que é presidente do Departamento de Relações Eclesiásticas Exteriores do Patriarcado.

"Para mim, é extremamente imporrante, depois da visita que realizei no último mês de novembro a Constantinopla, estabelecer relações pessoais - disse o prelado. De fato, na totalidade do diálogo com os ortodoxos, o diálogo do amor supõe sempre um diálogo da verdade."

Falando sobre a história do diálogo católico-ortodoxo, o cardeal disse que, "da nossa parte, foi a forte defesa do Papado, enquanto, da parte deles, foi o forte desenvolvimento de autocefalia; um maior desenvolvimento consiste, obviamente, no fato de que grande parte dos ortodoxos atuais vive na diáspora no Ocidente".

Acrescentou: "Devemos analisar juntos estes novos acontecimentos, para poder alcançar o objetivo final do diálogo, literalmente uma comunidade eclesial completa".