Cardeal Ouellet exorta: todo o continente americano seja uma tilma eclesial de discípulos, missionários, carismas

Peregrinação-encontro Nossa Senhora de Guadalupe, Estrela da Nova Evangelização no Continente Americano

Roma, (Zenit.org) Redacao | 437 visitas

Terminou nesta terça-feira (19) a peregrinação-encontro “Nossa Senhora de Guadalupe, Estrela da Nova Evangelização no Continente Americano”, promovida pela Pontifícia Comissão para a América Latina, na Cidade do México. No encerramento, o cardeal Marc Ouellet, presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina, celebrou a missa cuja intenção foi a evangelização de todos os povos.

Desde o dia 16, cardeais, bispos, religiosos e leigos de todo o continente americano trabalharam em diversas comissões abordando diversas questões concernentes ao apelo da nova evangelização na América e da América para o mundo. Padre Sílvio Scopel e Cristiano Pinheiro, da Comunidade Católica Shalom, colaboraram nas comissões do encontro.

“Estamos vivendo um tempo de graça, um tempo profético para a Igreja na América. As palavras e testemunhos de tantos cardeais, bispos, consagrados e leigos nos impulsionam a continuar firmes na nossa grande missão de evangelizar, a avançar na amizade com Deus e no amor à Virgem Maria. Assim, seremos cada vez mais amigos uns dos outros e, impulsionados por este amor, iremos até as periferias existenciais”, destacou Cristiano Pinheiro.

A conferência “A Missão Continental à luz do novo pontificado do Papa Francisco e dos conteúdos do magistério pontifício no Ano da Fé” foi proferida pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta.

O discurso de Dom Orani, conforme publicado no site da Arquidiocese do Rio de Janeiro, partiu da Carta Encíclica “Lumen Fidei”, do Papa Francisco, assim como seus discursos e palavras no Brasil, “sobretudo durante a Jornada Mundial da Juventude realizada no Rio de Janeiro, que sem dúvida significou para toda a Igreja um dos momentos mais fortes do Ano da Fé”.

Além de Dom Orani, o Brasil esteve representado pelos bispos: Dom João Carlos Petrini, de Camaçari (BA), Dom Bernardino Marchió, de Caruaru (PE) e Dom Leonardo Ulrich Steiner, bispo auxiliar de Brasília e secretário da CNBB.

Durante a celebração de encerramento o cardeal Ouellet exortou: “todo o continente americano seja essa ’tilma’, uma tilma eclesial de discípulos, missionários, carismas, unidos nessa tilma da Virgem Maria de Guadalupe”.

(MEM)