Cardeal Poletto confirma: Papa irá a Turim em maio

Por ocasião da próxima exposição do Santo Sudário

| 1310 visitas

TURIM, quarta-feira, 28 de outubro de 2009 (ZENIT.org).- O arcebispo de Turim, cardeal Severino Poletto, confirmou nesta terça-feira que o Papa visitará Turim em 2 de maio próximo, por ocasião da exposição do Santo Sudário, que acontecerá em Turim de 10 de abril a 23 de maio de 2010.

Em uma mensagem publicada após ser recebido nesta segunda-feira em audiência privada pelo Santo Padre, o cardeal italiano concretiza alguns momentos previstos na visita pastoral de Bento XVI.

“Como primeiro ato da visita, o Santo Padre fará uma oração pessoal ante o Santo Sudário – explica. Depois haverá a solene concelebração eucarística para todos os peregrinos na praça São João, à que seguirá a oração do Ângelus”.

Pela tarde, o Papa manterá um encontro com os jovens na igreja da Sagrada Face (Santo Volto) e, “durante o trajeto, fará uma breve parada no Cottolengo para encontrar-se e abençoar os residentes da Pequena Casa da Divina Providência”, assinala. 

Em sua visita a Turim, “o Papa quer, sobretudo, dar uma palavra de consolo a tantas pessoas que sofrem, em sintonia com o tema, “Passio Christi, Passio hominis (Paixão de Cristo, paixão dos homens)”, explica o cardeal Poletto.

E acrescenta: “também, no espírito de sua última encíclica, Caritas in veritate, expressará alento e esperança a todos os que buscam um posto de trabalho nesta cidade, desde sempre considerada ‘cidade do trabalho e da indústria’, mas que nestes momentos sente mais que outras as consequências de uma crise vasta e prolongada além de todas as expectativas”.

Para o cardeal, “a jornada que o Santo Padre passará em Turim será para todos nós uma ocasião única para nos encontrar com ele, rezar por ele e com ele, e escutar a particular mensagem que trará para a Igreja de Turim e para toda a sociedade civil de nosso território”.

Para a cidade e dioceses de Turim, acrescentou, essa visita será “um dom extraordinário de seu coração de pai”, e “o acolheremos com grande afeto e entusiasmo”.

“Isso será para ele apoio e ânimo para continuar por muito tempo oferecendo o belo testemunho de sua fé e da grande sabedoria com a qual está guiando a Igreja – acrescentou –, convertendo-se assim também, para todo o mundo, em um ponto de importância primordial para a defesa dos valores fundamentais da humanidade”.

Bento XVI havia expressado seu desejo de ir a Turim em 2 de junho do ano passado, ante 7 mil peregrinos de Turim recebidos em audiência especial no Vaticano, e em 26 de julho passado durante um almoço com o cardeal Poletto e outras pessoas em sua residência veraneia de Les Combes.

O Santo Sudário não é exposto ao público há dez anos. Desde a última ostensão pública, no Jubileu do ano 2000, a seguinte se espera para o próximo Ano Santo, no ano 2025.

Contudo, Bento XVI impulsionou uma nova exibição pública da relíquia para a primavera. As reservas para contemplá-la podem ser realizadas através da página web www.sindone.org.

Na exposição da próxima primavera europeia será possível pela primeira vez ver diretamente o Santo Sudário após a restauração à que foi submetido em 2002.

Nessa intervenção, se extraíram as bordas de tecido queimadas no incêndio de 1532 em Chambéry, se descosturaram os “remendos” realizados por religiosas clarissas, e se desprendeu o pano de Holanda sobre o qual havia sido fixado em 1534. O Sudário será exposto em um novo suporte.

Nesta ocasião, se previu também um novo percurso para informar os visitantes sobre a história e significado do lenço, complementado com documentos fotográficos inéditos de alta resolução.

Desde diferentes países, já estão sendo organizadas peregrinações a Turim para a próxima exposição do Santo Sudário.