Cardeal Sarah leva a solidariedade do papa e do sínodo à Síria

Um milhão de dólares: donativo da Igreja ao martirizado país do Oriente Médio

| 726 visitas

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 8 de novembro 2012 (ZENIT.org) - O porta-voz vaticano, pe. Federico Lombardi, SJ, divulgou ontem uma nota sobre a situação na Síria. O texto anuncia que o cardeal Sarah, presidente do Cor Unum, é o encarregado de levar a solidariedade do papa e do sínodo ao povo sírio. O cardeal visita o vizinho Líbano de7 a 10 de novembro.

*****

"Desde o início da crise síria, a Santa Sé interveio várias vezes em favor de uma solução pacífica do conflito. O santo padre reiterou o pedido de interrupção da espiral de violência e encorajou a via do diálogo e da reconciliação", afirma o porta-voz vaticano.

"No recente Sínodo dos Bispos sobre a Nova Evangelização, foi anunciada, por desejo do sumo pontífice, a missão de um grupo de representantes dos padres sinodais, que queriam expressar a solidariedade do santo padre, do sínodo e de toda a Igreja para com a população síria e desejavam manifestar a sua vizinhança espiritual às comunidades cristãs do país, junto com o estímulo aos que permanecem empenhados na busca de uma solução respeitosa dos direitos e dos deveres de todos", acrescenta a nota.

Diversas circunstâncias e evoluções da situação impediram o desenvolvimento da missão do modo previsto. Segundo Lombardi, "o santo padre, com o vivo desejo de dar solícito seguimento à iniciativa, optou por realizá-la com uma missão especial do cardeal Robert Sarah, presidente do Conselho Pontifício Cor Unum".

O purpurado tem a tarefa de manifestar a participação da Santa Sé e de toda a Igreja no processo de pacificação, expressar a solidariedade da Igreja universal às populações castigadas pela guerra e reforçar o compromisso humanitário da Igreja católica na região. Sarah, para isto, visita o Líbano de7 a10 deste mês.

Estão previstos encontros com os representantes das Igrejas dos diversos ritos, em especial com pastores e fiéis da Igreja greco-católica da Síria e do Líbano, e com grupos de refugiados sírios.

No dia 9 de novembro, em Beirute, sob a direção do Cor Unum, acontece um encontro de coordenação com as agências católicas da Síria e dos países vizinhos, em apoio dos refugiados.

A reunião identificará as prioridades e definirá o foco das instituições católicas na região, para atender as necessidades do povo sírio.

O Sínodo dos Bispos entregará também um donativo, "ao qual o santo padre acrescentou uma pessoal e conspícua contribuição própria, no montante total de um milhão de dólares", especifica a nota.

"A Santa Sé acredita que esta iniciativa, de natureza humanitária e eclesial, contribuirá para aliviar a situação de quem sofre por causa da crise atual e para estimular os envolvidos, além de todos aqueles que estão preocupados com o bem da Síria, a promoverem uma solução equitativa e pacífica do conflito".

 (Trad.ZENIT)