Cáritas apóia vítimas de Darfur e da violência religiosa na Índia

| 987 visitas

MADRI, segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009 (ZENIT.org).- A Cáritas Espanhola acaba de aprovar o envio de 250 mil euros para apoiar, pelo quinto ano consecutivo, o programa de ajuda humanitária que o consórcio Cáritas/ACT (Action by Churches Together) desenvolvem em Darfur.

Desta forma, a instituição de ajuda da Igreja na Espanha ofereceu sua colaboração ao plano de emergência posto em andamento pela Cáritas Índia para prestar ajuda humanitária aos milhares de cristãos que fugiram de seus lares por causa da violência religiosa que se registrou nos últimos meses no Estado de Orissa. 

Programa humanitário de Cáritas/ACT em Darfur

Segundo informa a Cáritas Espanha, «os fundos com destino a Darfur se dirigem a garantir as necessidades mais urgentes dos mais de dois milhões e meio de desalojados sudaneses que continuam sem poder regressar a seus lares devido à persistência de um conflito que continua sem encontrar vias de solução pacíficas». 

«Como contribuinte ativa do esforço que a rede Cáritas/ACT vem desenvolvendo desde o início desta emergência para prestar assistência humanitária aos milhares de desalojados, a Cáritas Espanhola renovou mais um ano do seu compromisso com as necessidades do programa de ajuda, cujas prioridades visam a garantir estes cinco elementos: água e saneamento, saúde e nutrição, produção agrícola, educação e construção da paz.»

Graças a este esforço, a rede Cáritas em Darfur proporciona atualmente educação primária a 41.600 crianças, água e saneamento a 235 mil pessoas, atenção à saúde básica de 207 mil usuários, nutrição infantil a 28 mil crianças e apoio agrícola a 22 famílias. 

Ajuda às vítimas da violência religiosa na Índia

Por sua parte, o envio de 50 mil euros com destino à Índia é a primeira resposta da Cáritas Espanhola ao pedido de emergência lançado pela Cáritas Índia para financiar um programa urgente de ajuda humanitária aos milhares de cristãos que fugiram de seus lares nos últimos meses no Estado de Orissa, devido à violência religiosa por parte de fundamentalistas hindus. 

A Cáritas Índia pôs em andamento um amplo programa de emergência para proporcionar alimento, albergue temporário e roupa a cerca de 5 mil famílias afetadas pela violência. Junto a esta ajuda de emergência, o plano contempla a reconstrução dos meios de vida de 3.500 famílias que perderam tudo por causa dos ataques integristas, assim como a posta em andamento de um programa de atenção psicológica e social a 5 mil famílias em 125 aldeias de cinco distritos de Orissa.