Catequese para Adultos no contexto adulto

A catequese adulta é um encontro que provoca mudança de vida: hoje a salvação entrou nesta casa (Lc 19,9).

Brasília, (Zenit.org) José Barbosa de Miranda | 589 visitas

A catequese adulta é um encontro que provoca mudança de vida: “hoje a salvação entrou nesta casa” (Lc 19,9).

Esta catequese tem sua pedagogia própria, seu conteúdo específico voltado para indivíduos adultos em seu contexto. É a comunicação do amor de Deus a quem pode decidir sobre sua vida e mudar seu ambiente. Esta catequese visa um reencontro com o Deus de Jesus Cristo. Não se prioriza a iniciação cristã de forma orgânica, como na preparação para os primeiros sacramentos, mas conduz para a intimidade adulta com Cristo, em sua Palavra e Sacramentos, estimulando adesão de todo o ser.

COM O MAGISTÉRIO DA IGREJA

A exortação apostólica Catechesi Tradendae, de João Paulo II, nos ajuda a encaminhar esse processo de amadurecimento na fé e no amor para viver a esperança. Na catequese com adultos, os encontros devem motivar o homem na transformação do seu meio de forma responsável: “Esta é a principal forma de catequese, porque se dirige a pessoas que têm as maiores responsabilidades e a capacidade para viverem a mensagem cristã na sua forma plenamente desenvolvida. A comunidade cristã, efetivamente, não poderia por em prática uma catequese permanente sem a participação direta e experimentada dos adultos, quer eles sejam destinatários quer sejam promotores da atividade catequética” (CT n. 43). E a exortação apostólica continua lembrando que são os adultos que governam o mundo, gerenciam os negócios, vivem a realidade temporal, por isso a catequese deve ser permanente, acompanhando-os na lapidação de sua maturidade. Chega a afirmar que a catequese seria ineficaz se parasse no começo da maturidade.

O conteúdo dessa catequese deve ser extraído da realidade dos adultos. Do mundo que os cerca, das suas angústias, dos confrontos com a fé.  É a catequese de pé no chão. A partir da realidade temporal, procurar confrontá-la com a Revelação que Deus faz de si mesmo, na Sagrada Escritura, que é a história de Deus entre os homens. Essa catequese proporciona a perspectiva para uma sociedade mais justa e fraterna, criando elementos de discernimento para uma consciência sazonada na verdade de Cristo.

CRISTO COMO MODELO

São Lucas nos descreve o encontro de Zaqueu com Jesus (cf.Lc 19,1-9). Nele encontramos um dos exemplos de catequese adulta com adultos. A iniciativa é de Zaqueu, homem pequeno na fé, mas cheio de curiosidade sobre Jesus. Procura um lugar alto, uma árvore, para ver o Mestre que empolga multidões. Ele é rico, chefe dos cobradores de impostos, posto importante no império romano, mas sua conduta moral é odiada pelos compatriotas judeus. É um pecador público que explora todos, inclusive os pobres que perderam suas terras pelo endividamento tributário. E hoje o meio empresarial e governamental, em alguns casos, também fazem coisas semelhantes, explorando o pobre com salários injustos ou crimes de peculato pela corrupção institucionalizada.  Enriquecem-se com a pobreza de muitos. Jesus percebe o curioso pecador público e se convida para um encontro íntimo e familiar. Ele quer conversar a sós com o pecador, em sua casa. O evangelho não entra no conteúdo da conversa, mas é fácil deduzir que Jesus discorrera sobre a Lei, lembrando a fidelidade que trás bênção e vida, e infidelidade que acarreta maldição e morte (cf. Dt 28, 1-46). Deve ter comentado com ele sobre o ano sabático (cf. Dt 15,1-18) que manda perdoar a todos os devedores que não podem pagar suas dívidas, “não explorando seu próximo, nem seu irmão”. Certamente dialogaram sobre a traça que corrompe e destrói tudo (cf. Is 50,9; 51,8; Jó 4,19; 13,28; Mt 6,19-20). Falaram sobre a riqueza que não compra a vida eterna (cf.Lc 16,19ss). Jesus fez uma verdadeira catequese bíblica que levou Zaqueu rever sua vida.

CONSEQUÊNCIAS DA CATEQUESE

Com essa catequese é possível perceber as suas consequências: Zaqueu fez justiça a quem injustiçara, humanizou os seus negócios (sua empresa), reconciliou-se com sua consciência e com Deus.

A catequese adulta com adultos é para penetrar na realidade dos adultos como um todo. Ela não é uma mera transmissora de doutrina, mas deve levar as pessoas a fazerem uma opção responsável pelo Reino de Deus. Podemos dizer que a catequese com adultos deve provocar uma reviravolta no mundo dos adultos. Não se trata de catequese moralista, mas de uma viagem no interior do homem e da mulher, na sua realidade, no seu mundo, conduzindo-os à redescoberta de pessoas criadas com a imagem e semelhança de Deus.

ACOLHER PARA O ENCONTRO

Um fato que nos chama a atenção é que Jesus, nesse episódio, foi à casa de Zaqueu. Quis que sua família participasse da catequese. Foi uma conversão em família. É verdade que o evangelista não faz referência aos familiares, como era costume na época. O pai de família era o responsável pelo clã. Suas decisões eram aceitas por todos os familiares. E Jesus disse explicitamente: “Hoje a salvação entrou nesta casa, porque ele também é um filho de Abraão” (19,9). Os descendentes da promessa são, também, descentes das bênçãos.

A catequese não faz acepção de pessoas. Ela deve atingir a todos. É uma catequese que vai ao encontro e provoca a conversão: “hoje devo ficar em tua casa”.