Católicos de Bangladesh pedem que não haja impunidade para estuprador de menina

Pároco de Mymensingh: As mulheres e meninas cristãs não estão seguras nos seus lares

Roma, (Zenit.org) Redacao | 626 visitas

Os católicos da diocese de Mymensingh, em Bangladesh, estão pedindo um castigo exemplar e garantias de que não haja impunidade para o agressor de Balsree Chambugong, uma menina católica deficiente de apenas 8 anos de idade.

Segundo a agência de notícias Asia News, "a violência foi cometida no dia 27 de junho e o agressor, Sahab Ali, muçulmano de 25 anos, está preso. A pequena vítima foi hospitalizada devido às lesões".

O pe. Shimon Hacha, da diocese de Mymensingh, declarou à AsiaNews: "As mulheres e meninas cristãs não estão seguras nos seus lares. Precisamos de garantias de segurança por parte das autoridades locais".

O jovem agressor aproveitou um momento em que a menina estava sozinha em casa, arrastou-a até um campo de bambus e a violentou. Alguns vizinhos escutaram Balsree chorando e conseguiram segurar o criminoso e chamar a polícia.

A vítima, da etnia Garo, frequenta a igreja de São Jorge, na paróquia de Mariamnagar, distrito de Sherpur, e é sobrinha do pe. Biolen Chambugong, sacerdote católico que trabalha em Balutora, outra paróquia da mesma diocese.

Nesta última terça-feira, os estudantes e os católicos locais organizaram um protesto para exigir que o crime hediondo não fique impune.