Cavaleiros de Colombo continuam crescendo

Mensagem do Papa a sua convenção anual

| 411 visitas

NASHVILLE, quinta-feira, 16 de agosto de 2007 (ZENIT.org).- Carl Anderson, cavaleiro supremo dos Cavaleiros de Colombo, informou que a maior organização de leigos do mundo, surgida nos Estados Unidos, seguiu crescendo neste último ano.



A organização, que celebrou de 6 a 9 de agosto sua 125ª convenção anual em Nashville (Estados Unidos), com a presença do secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone, iniciou formalmente sua sessão com o mesmo martelo utilizado por seu fundador, o Servo de Deus Michael J. Jcgivney.

Segundo explicou o Cavaleiro Supremo durante o informe anual do estado da associação, os Cavaleiros de Colombo alcançaram importantes conquistas neste ano; entre elas, a doação de 143 milhões de dólares a diversas entidades caritativas (4 milhões a mais que no ano passado), o oferecimento conjunto de 68.200.000 horas de voluntariado e a conquista da filiação de 1.700.000 membros homens.

Entre as conquistas, figura a introdução da ordem na Polônia, onde aumentaram de um a oito conselhos no prazo de um ano.

Anderson também se referiu ao compromisso dos Cavaleiros de Colombo no âmbito político, onde se fizeram presentes com a promoção da defesa da vida e da família; e destacou que a organização continuará sendo independente dos partidos e manterá sua habitual distância da política partidária.

O cavaleiro supremo concluiu seu informe anunciando que em 2009, quando os Cavaleiros de Colombo tiverem sua reunião anual em Phoenix, Arizona, se levará a cabo simultaneamente o Primeiro Congresso Mariano dedicado a Nossa Senhora de Guadalupe. A arquidiocese do México celebrará o Congresso juntamente com os Cavaleiros.

Durante a inauguração de sua Assembléia, os Cavaleiros de Colombo receberam uma saudação especial do Papa Bento XVI, lida em italiano pelo Secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone, e escutado em pé pelos assistentes, enquanto era traduzida pelo núncio apostólico nos Estados Unidos, Dom Pietro Sambi.

Na mensagem, o pontífice recordou que o Pe. McGivney «deu um valente ‘sim’ quando respondeu ao chamado de fundar os Cavaleiros de Colombo» e animou os membros da instituição a continuar «vivendo esse sim».

Também elogiou os Cavaleiros, assinalando que «serão a primeira frente da nova humanidade redimida e salva por Jesus Cristo».

Os Cavaleiros de Colombo receberam também uma saudação gravada do presidente americano George W. Bush, do primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, da presidenta das Filipinas, Gloria Macapagal Arroyo, do presidente da Polônia, Lech Kacznski, e do presidente do México, Felipe Calderón.

Mais informação em http://www.kofc.org.