Cavaleiros poloneses participarão da canonização de João Paulo II com trajes medievais

Proposta é repetir a viagem a cavalo feita por governantes prussianos há 800 anos

Madri, (Zenit.org) Redacao | 432 visitas

Um grupo de cavaleiros da Irmandade de Bratian, sediada no norte da Polônia, viajará a cavalo até Roma para participar da cerimônia de canonização dos beatos João Paulo II e João XXIII. Os ginetes usarão vestes tradicionais que incluem a armadura dos cavaleiros medievais.

A comitiva formada por nove cavaleiros, além de uma equipe técnica de seis pessoas com reboques especiais para os animais, partirá em 19 de abril e deverá cobrir cerca de 300 quilômetros por dia até chegar à Cidade Eterna no dia 25 ou 26. Os cavaleiros planejam sair de Bratian e passar por Czestochowa, Bratislava, Treviso, Ravena, Assis e, finalmente, Roma.

A viagem será semelhante à realizada por dois governantes prussianos há 800 anos. Eles aceitaram o conselho do bispo cisterciense que os batizou e compareceram diante de Inocêncio II para oficializar a adoção do cristianismo pelos seus povos. O pontífice os recebeu em audiência e emitiu a bula papal "Terra Lubavia", em 1216, para registrar o fato.