CELAM promove no Vaticano grande missão continental

O presidente e o secretário do órgão colegial episcopal em Roma

| 918 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 7 de maio de 2008 (ZENIT.org).- Desde a terça-feira, 6 de maio, encontram-se na cidade de Roma Dom Raymundo Damasceno Assis e Dom Víctor Sánchez, presidente e secretário-geral do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), respectivamente, que foram convidados para participar da celebração dos 50 anos de fundação da Comissão para a América Latina (CAL).

Os prelados estão aproveitando a visita para contatar diferentes entidades da Santa Sé para entregar-lhes informação sobre a Missão Continental, que começará em 17 de agosto próximo com o envio que se fará no encerramento do Terceiro Congresso Missionário Americano, CAM 3, na cidade de Quito.

A primeira visita foi à Comissão para a América Latina, onde foram recebidos por Dom Octavio Ruiz, vice-presidente da comissão. Na conversa, Dom Damasceno e Dom Sánchez apresentaram o plano global do CELAM para o quatriênio 2007-2011, entregaram o material impresso da Missão Continental e lançaram o vídeo comemorativo de Aparecida que foi realizado pela Sala de Imprensa.

Segundo informa um comunicado de imprensa emitido pelo CELAM, «Dom Ruiz se mostrou muito comprazido pelos avanços alcançados pela comissão preparatória da Missão Continental e compartilhou inquietudes que desde a Comissão para a América Latina são propostas ao CELAM para que continue seu trabalho pastoral no continente».

«O vice-presidente da CAL também informou sobre os preparativos adiantados para a celebração na próxima sexta-feira, 9 de maio, dos 50 anos da fundação da Comissão para a América Latina em concomitância com a comemoração dos 25 anos da declaração de Santo Toribio de Mogrovejo como padroeiro do Episcopado Latino-Americano, por parte do recordado Papa João Paulo II.»

Finalizado o encontro no CAL, a seguinte etapa foi a visita ao arcebispo Fernando Filoni, substituto para os Assuntos Gerais da Secretaria de Estado.

Esta dependência da Santa Sé tem, entre outras, a finalidade de despachar os assuntos concernentes ao serviço cotidiano do Sumo Pontífice, tanto na solicitude pela Igreja universal como nas relações com os dicastérios da Cúria Romana.

No encontro, «Dom Filoni destacou a necessidade que desde o CELAM se proponha estudos e reflexões que ajudem a entender o papel da Igreja em diferentes campos, que são particularmente importantes nos momentos atuais, como o político, econômico e social».

A manhã de visitas finalizou no Conselho Pontifício para os Leigos, onde os representantes do CELAM foram recebidos pelo presidente, o cardeal Stanislaw Rylko, que recordou com agrado sua participação na Conferência de Aparecida e os congressos de movimentos e novas realidades eclesiais que se realizaram no continente, organizados pelas duas instituições.

«O cardeal Rylko também elogiou o trabalho realizado durante a Conferência Geral para chegar ao documento conclusivo, que reflete a comunhão entre os bispos do continente, e enfatizou a importância que tanto a Conferência Geral como o documento conclusivo da mesma fazem do laicado católico.»

Por sua parte, o cardeal Giovanni Battista Re, prefeito da Congregação para os Bispos e presidente da Comissão para América Latina, apresentou os atos que nestes dias se celebram para comemorar os 50 anos da Comissão para a América Latina.

Assinalou que os atos comemorativos girarão em torno da Eucaristia, que será celebrada em uma igreja de Roma na próxima sexta-feira à tarde, e no ato acadêmico que na manhã da mesma sexta-feira se realizará na Pontifícia Universidade Urbaniana.

No ato se terão palestras de Dom Octavio Ruiz, vice-presidente da CAL, que dissertará sobre os 50 anos da CAL, e do cardeal Juan Luis Cipriani, arcebispo de Lima, a quem corresponde a palestra sobre Santo Toribio de Mogrovejo na comemoração dos 25 anos da declaração do santo como padroeiro dos bispos da América Latina.

No mesmo ato acadêmico será apresentado um livro sobre o acontecimento de Aparecida, um ano após a realização dessa Conferência Geral.

A visita do presidente e do secretário-geral do CELAM se prolongará mais três dias e se espera que na quinta-feira, 8 de maio, sejam recebidos por sua Santidade Bento XVI.