Centenário da revista Sal Terrae

Começam as comemorações na Espanha

| 884 visitas

MADRI, terça-feira, 8 de maio de 2012 (ZENIT.org) - A editora jesuíta Sal Terrae está comemorando o centenário da revista que, anos mais tarde, lhe daria o próprio nome. As celebrações começam em Santander neste dia 12 de maio e continuam em Madri no início de junho, com uma grande conferência de teologia.

No próximo sábado, 12, o bispo de Santander, dom Vicente Jiménez Zamora, presidirá uma missa na igreja jesuíta do Sagrado Coração. Em seguida, o padre Manuel Revuelta, SJ, palestrará no seminário Monte Corbán sobre os cem anos da Sal Terrae. Finalmente, haverá uma homenagem aos diretores e funcionários da revista.

Participarão dos eventos o atual diretor, Enrique Giménez-Rico Sanz, SJ, o diretor anterior, José Antonio García, SJ, e o diretor a partir de junho, Torano Abel, SJ.

A Sal Terrae é publicada mensalmente, exceto em julho e agosto, que têm uma edição única. Desde janeiro de 1912, a revista teve 1.166 números, distribuídos no território espanhol (80%) e no resto do mundo, inclusive na China. São cerca de três mil os assinantes atuais. Sacerdotes e religiosos são os principais leitores, mas, desde 1970, cada vez mais leigos se servem da publicação para a formação pessoal e de grupo.

A revista foi fundada pelo jesuíta Vilariño Remigio, em Bilbao, num momento de esfervescência da imprensa católica na Espanha. Ao longo dos anos, manteve a finalidade pastoral sem perder o desejo de reflexão e a análise da atualidade. À luz dos seus artigos, nasceram em meados do século duas novas revistas, Homilética e Catequesis. Anualmente, cerca de 50 autores da revista oferecem respostas para questões teológico-pastorais, religiosas, sociais, familiares e psicológicas.

Para mais informações: www.salterrae.es.