Chefes de Estado devem expressar liderança moral em Copenhague

Apelo da Cáritas e da CISDE à cúpula sobre mudanças climáticas

| 1314 visitas

ROMA, quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 (ZENIT.org). – Por ocasião da cúpula de Copenhague sobre mudanças climáticas e desenvolvimento, CISDE e Cáritas Internacional pediram aos chefes de Estado que expressem liderança moral, exortando-os a promover um acordo ambicioso e vinculante que seja justo para os mais pobres.

Segundo um comunicado da Cáritas, os líderes mundiais devem se preparar para “abordar as questões chave, assim como a falta de progresso observada até o momento”.

“Devemos ser claros com relação ao que está provocando o impasse atual; os compromissos assumidos pelos países desenvolvidos para reduzir as emissões e apoiar os países em desenvolvimento estão longe de ser o que a ciência e a justiça exigem. As nações desenvolvidas têm uma responsabilidade histórica pelas mudanças climáticas, que hoje já exercem um profundo impacto sobre os países em desenvolvimento. Elas não podem se esquivar de suas responsabilidades", disse o secretário-geral da CIDSE, Bernd Nilles.

“As pessoas estão prontas, mas é preciso que nossos líderes tomem a iniciativa”, acrescentou.

O Queniano Stephen Mutis, que atua junto à Caritas da Irlanda, comentou sobre o impasse nas negociações, dizendo que “a tentativa de retratá-la como uma questão entre o Norte e o Sul” leva a interpretações errôneas e profundamente enganosas. “É uma questão de salvaguardar o futuro da família humana”. "Temos a responsabilidade moral de defender os mais vulneráveis entre nós",  completou.

Em sua mensagem para o Dia Mundial da Paz 2010, o Papa Bento XVI abordou a questão da responsabilidade dos países desenvolvidos sobre as mudanças climáticas. Em seu texto, afirma que “lamentavelmente, constata-se que uma multidão de pessoas, em diversos países e regiões do planeta, vem experimentando crescentes dificuldades provocadas pela negligência ou pela recusa, por parte de muitos, de exercer um governo responsável com relação ao meio ambiente”.