Colômbia: assassinado sacerdote em Capurganá

É o sexto padre morto este ano

| 968 visitas

ACANDÍ, quarta-feira, 14 de setembro de 2011 (ZENIT.org) – O pároco de Nuestra Señora del Carmen de Capurganá, Gualberto Oviedo Arrieta, de 34 anos, foi assassinado com um golpe na cabeça, em seu domicílio desta localidade rural do nordeste da Colômbia. Ainda se desconhecem os motivos do crime.

Dom Piedrahita, seu bispo, referiu-se a ele como “um jovem talentoso, inquieto, muito entregue à capacitação pessoal para o benefício da diocese”, e exortou as pessoas que cometeram este crime a que se desarmem no coração.

O episcopado colombiano expressou, através de um comunicado, “sua profunda dor e preocupação por este novo ato de violência que enluta a Igreja Católica e aflige profundamente o povo colombiano”.

Gualberto Oviedo Arrieta havia sido ordenado sacerdote há dois anos e acabava de cumprir um ano como pároco de Nuestra Señora del Carmen, em Capurganá.

Com o seu homicídio, ascende a 6 o número de sacerdotes assassinados na Colômbia em 2011, “uma cifra altamente preocupante, que manifesta o estado de violência e de deterioração moral que nossa sociedade vive”, afirmou Dom Juan Vicente Córdoba, secretário-geral do episcopado.

O prelado sublinhou também “o valente compromisso dos nossos presbíteros com a denúncia profética das injustiças e com a causa dos mais pobres do país”.

Dom Juan Vicente Córdoba instou as autoridades a oferecerem uma eficaz proteção aos agentes pastorais da Igreja. “Estes atos de violência devem ser investigados com rigor e sancionados com todo o peso da lei, evitando que fiquem na impunidade”, disse.

Segundo números da Conferência Episcopal da Colômbia, entre 1984 e setembro de 2011, foram assassinados no país 2 bispos, 79 sacerdotes, 8 religiosas e religiosos e 3 seminaristas.