Colômbia: governo e FARC pedem que a Igreja participe do encontro com vítimas do conflito

A Conferência Episcopal Colombiana acompanhará a organização e a seleção de vítimas do conflito convidadas a participar da quarta rodada de negociações em Havana

Roma, (Zenit.org) Redacao | 324 visitas

Os negociadores do governo da Colômbia e das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) convidaram a Conferência Episcopal Colombiana a acompanhar a organização e o processo de seleção das vítimas que participarão da quarta rodada de negociações em Havana. O convite foi feito através de comunicado público.

"Convidamos a Conferência Episcopal a acompanhar o processo a fim de contribuir na garantia do cumprimento dos critérios", explica a nota publicada. "Os critérios para a seleção das delegações são o equilíbrio, o pluralismo e a sindérese. Este grupo de pessoas deve ser formado por vítimas diretas do conflito e refletir todo o universo de violações dos direitos humanos que tiverem sido cometidas".

Grupos de vítimas compostos por 12 pessoas irão falar com os delegados do governo e da guerrilha durante cinco rodadas em total. O primeiro grupo será recebido na mesa de conversações no próximo dia 16 de agosto.

Desde 2012, o governo da Colômbia e as FARC estão mantendo um diálogo de paz baseado em uma agenda de seis pontos para dar fim a mais de cinco décadas de conflito armado. Cerca de 600.000 pessoas foram mortas durante o conflito no país.