Colômbia: Igreja apoia conversações com os insurgentes

Bispos elogiam iniciativa presidencial

| 720 visitas

BOGOTÁ, quinta-feira, 30 de agosto de 2012 (ZENIT.org) - A Conferência Episcopal da Colômbia expressou publicamente a sua alegria com o anúncio do presidente da República, Juan Manuel Santos, de que haverá conversações com as forças insurgentes que atuam há décadas no país.

Num breve comunicado intitulado “Bem-aventurados os que trabalham pela paz”, os bispos da Colômbia se mostram mais uma vez "convencidos de que o diálogo é o único caminho possível para a paz".

Por isto, recebem "com alegria e esperança o anúncio do presidente da República sobre as conversações iniciais com as forças insurgentes para estabelecer as bases de um processo de paz que nos conduza, com a ajuda de Deus, ao fim do conflito armado".

Os prelados garantem seu "decidido apoio a esta iniciativa governamental", ao mesmo tempo em que reconhecem "a prudência e a seriedade com que o governo nacional vem desenvolvendo as aproximações preliminares". O episcopado quer "reafirmar perante a opinião pública" a sua disponibilidade para "contribuir na busca da paz, favorecendo um clima de perdão e de reconciliação entre todos os colombianos e facilitando o encontro e o entendimento entre o governo, a sociedade civil e os diversos atores do conflito armado".

Os bispos convidam "os nossos fiéis e o povo da Colômbia a tornar própria a causa da paz, cada um contribuindo com os elementos necessários para a construção de um estado de direito que permita a convivência na justiça, a solidariedade e a fraternidade".

O comunicado termina convidando a orar "unidos pela paz, com fervor e convicção, invocando a bênção abundante de Deus sobre a nossa pátria". Quem o assina, com data de 28 de agosto, é o arcebispo de Bogotá, dom Rubén Salazar Gómez, presidente da Conferência Episcopal (www.cec.org.co).