Comissão de cardeais entregou o informe final ao Papa sobre o vazamento de notícias

Bento XVI ordenou que o dossiê fosse entregue diretamente ao próximo Pontífice. Ninguém mais conhece o conteúdo.

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) Sergio Mora | 1233 visitas

Os três cardeais que investigaram o vazamento das notícias, Julián Herranz, Josef Tomko e Salvador De Gregori, apresentaram hoje a Bento XVI o informe final sobre o caso.

"Com isso acabou e se dissolveu a comissão de cardeais”, disse o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, a saber, que "somente o Papa conhece o informe e os três cardeais que o redigiram”. O dossiê ficará por vontade do Papa - concluiu o porta-voz - disponível para o futuro pontífice".

"O Santo Padre – indica a declaração - recebeu em audiência esta manhã os cardeais Julián Herranz, Jozef Tomko e Salvador De Gregori, da comissão de cardeais sobre o vazamento de notícias reservadas".

"No final do mandato de Sua Santidade quis agradecer-lhes pelo bom trabalho realizado, expressando satisfação pelos resultados da investigação."

A mesma, continua a nota, “ajudou a encontrar ao lado dos limites e imperfeições próprias do componente humano de cada instituição, a generosidade, retidão e dedicação de todos aqueles que trabalham na Santa Sé, ao serviço da missão confiada por Cristo ao Romano Pontífice".