Completa-se um ano da chegada dos voluntários salesianos ao Sudão

| 470 visitas

CARTUM, quinta-feira, 19 de julho de 2007 (ZENIT.org).- Exatamente há um ano, no dia 5 de julho de 2006, o Voluntariado Internacional para o Desenvolvimento (VIS) abria em Cartum um escritório para a coordenação do projeto Sudão, promovido pela «Dom Bosco Network» (DBN).



A Alberto Andretta, responsável pelo VIS para o Sudão, a Andrea Naletto, responsável do escritório VIS no Sudão, e para Dom Silveira, salesiano, assessor para o desenvolvimento internacional, foi dada a tarefa de iniciar o escritório de Cartum, definir o «Country Strategy Paper» (Plano de intervenções) para o Sudão e iniciar o programa homônimo.

Um ano depois, cinco equipes internacionais do VIS puseram em funcionamento outros projetos em Cartum, Obeid, Wau, Tonj di Niala, a favor sobretudo dos jovens mais pobres e necessitados.

«O DBN e VIS, em colaboração com os salesianos, conseguiram fazer renascer a esperança em milhares de sudaneses, graças a um centro de orientação para o trabalho e de formação para jovens dos campos de refugiados de Cartum e de Darfur, além das intervenções no âmbito escolar a favor de quem decidiu regressar ao sul do Sudão e no qual se refere à promoção da mulher através da formação nos valores da vida», explica a agência ANS.

O projeto da «Dom Bosco Network» para o Sudão tem por nome «Relançar a educação, reconstruindo o Sudão».

Os desafios propostos são grandes, reconhecem os agentes do VIS, «mas permanecemos firmes em nosso compromisso de promoção das pessoas do Sudão que, durante 50 anos, foram vítimas da guerra».