Compromisso social precisa de cristãos de vida espiritual, afirma Papa

Em uma mensagem enviada ao Encontro Continental Americano da Ação Católica (AC)

| 1421 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 27 de julho de 2010 (ZENIT.org) - Frente aos apremiantes desafios sociais, Bento XVI pediu uma adequada formação dos cristãos e uma vida espiritual mais profunda, na mensagem que enviou ao 6º Encontro Continental Americano da Ação Católica (AC), realizado de 8 a 11 de julho no México.

A missiva, que o cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado do Papa, fez chegar em nome do Pontífice aos participantes do fórum, realizado na sede da Conferência do Episcopado Mexicano (CEM), "os anima a aprofundar no papel fundamental dos leigos na construção de uma sociedade mais humana, que responda ao projeto original de Deus sobre a humanidade".

"Ao mesmo tempo, e sendo conscientes dos múltiplos desafios que os cristãos devem enfrentar no mundo atual", o Papa exorta os representantes da Ação Católica a "prestar cada vez mais atenção à necessidade de uma adequada formação e de uma profunda vida espiritual nos fiéis, que leve em consideração seriamente a experiência de fé em Deus, já que o desenvolvimento precisa de cristãos com os braços erguidos a Deus em oração, cristãos conscientes de que o amor repleto de verdade, ‘caritas in veritate', do qual procede o autêntico desenvolvimento, não é o resultado do nosso esforço, mas um dom".

O encontro, que teve como lema "Vida, pão, paz e liberdade: leigos da Ação Católica na cidade para um mundo mais humano", reuniu 30 delegações do México, Argentina, Peru, Nicarágua, Estados Unidos, Guatemala, Colômbia e Equador.