Comunidade Emanuel celebrou 40 anos da fundação

Entrevista com casal que trouxe comunidade ao Brasil

| 1249 visitas

Por Maria Martha*

BRASILIA, terça-feira, 21 de agosto de 2012 (ZENIT.org) - A Comunidade Emanuel celebrou  entre março de 2011 e agosto de 2012  um  ano de Jubileu durante o qual comemorou os 40 anos de sua fundação, os 20 anos da morte do fundador, Pierre Goursat, cuja causa de beatificação iniciou-se em  2011, os 30 anos da FIDESCO (Fé e Cooperação), uma organização da Comunidade Emanuel dedicada a enviar missionários leigos para se dedicarem a projetos sociais de comunidades carentes de maneira integrada a difusão da Fé, os 20 anos do reconhecimento da Comunidade pela Santa Sé como associação de fiéis e 30 anos das primeiras consagrações no celibato no seio da Comunidade Emanuel.

No Brasil a Comunidade possui  uma presença marcante em três grandes polos, São Paulo, Salvador e Porto Alegre. Para seus membros, ser Emanuel é estar no mundo sem ser do mundo. Isso significa que em sua vida cotidiana na paróquia, no trabalho e na família procuram ser sinal da presença de Deus.

Buscam sua força em Deus, principalmente na Adoração Eucarística que os permite experimentar o amor de Deus, este amor os impulsiona para amar as pessoas, principalmente as que mais sofrem, é o que chamam de Compaixão. A compaixão os ajuda descobrir a urgência da Evangelização, pois o amor de Deus os permite ver que não há pobreza maior do que ignorar a Cristo e seu amor por cada ser humano. Apoiados sobre este tripé procuram, portanto, fazer de suas vidas um constante testemunho de Cristo individualmente e segundo a competência de cada um e também em comunidade conforme as necessidades da Igreja onde estão inseridos.

 Maiores informações nos sites: www.emmanuel.info (em Francês ou em Inglês) ou www.emanuelnobrasil.com.br

Publicamos a seguir entrevista, realizada para ZENIT, ao casal que há mais tempo é membro da comunidade Emanuel, José Mario e Suzana Brasiliense Carneiro, casados há 15 anos. José Mario, ainda solteiro conheceu a Comunidade Emanuel na Áustria e a trouxe para o Brasil, sendo responsável pelo início do polo Paulista da Comunidade Emanuel. Ambos estiveram presentes no Retiro Internacional da Comunidade que aconteceu em Paray Le Monial entre 11 e 15 de agosto de 2012 e solenemente encerrou o ano jubilar.

***

A comunidade Emanuel acaba de comemorar o seu Jubileu nesse ano de 2012. Quando e como foi a fundação dela?

A Comunidade Emanuel foi fundada em 1972 em Paris, França, por Martine Catta (Estudante de Medicina) e Pierre Goursat (Crítico de Cinema, 57 anos) depois que ambos fizeram a experiência da Efusão do Espírito Santo no contexto da Renovação Carismática Católica. Para ambos esta experiência foi uma resposta de Deus a seu povo que vivia um período de frieza espiritual. De fato a Comunidade Emanuel, hoje com cerca de 9000 (nove mil) membros, é uma das grandes responsáveis pelo crescimento da Igreja na França.

O Jubileu foi comemorado de março de 2011 até junho de 2012. O encerramento aconteceu com um grande encontro internacional de 11 a 15 de Agosto. Quais são os países em que há uma presença da comunidade?

A maior parte da Comunidade se encontra na Europa (França, Bélgica, Holanda, Portugal, Alemanha, Romênia, Polônia, Eslovênia...), mas está presente também na África (Ruanda, Camarões, Angola, Cabo Verde e Costa do Marfim), na Ásia (China, Japão, Índia, Filipinas, Vietnam), América (Brasil, Canadá, EUA, Colômbia, Peru, Nicarágua, Haiti, Chile...) e Oceania (Indonésia e Austrália).

O Jubileu celebrou não só os 40 anos da Comunidade Emanuel, como também 20 anos da morte de Pierre Goursat cuja causa de beatificação iniciou-se em 2011. Celebra-se também os 30 anos da FIDESCO (Fé e Cooperação), uma organização da Comunidade dedicada à cooperação social integrada à difusão da Fé, os 20 anos do primeiro reconhecimento da Santa Sé da comunidade como Associação de Fiéis e ainda os 30 anos das primeiras consagrações no celibato.

As celebrações se iniciaram em 2011 e estão sendo concluídas com este Encontro Internacional em Paray Le Monial (próximo a Lyon, na França) que conta com cerca de 4.000 (quatro mil) participantes de mais de 60 países onde a Comunidade se faz presente.

E por que a escolha da França para ser sede do Encontro Mundial?

O Encontro está ocorrendo em Paray Le Monial, sede espiritual da Comunidade Emanuel. Neste santuário, há cerca de 300 anos, ocorreram as aparições de Jesus revelando seu Sagrado Coração à Santa Maria Margarida La Coque.

O Santuário de Paray foi confiado à Comunidade Emanuel que lá promove encontros abertos durante o verão, acolhendo cerca de 300.000 (trezentos mil) peregrinos por ano, onde em família ou A sós pode-se fazer a experiência com Jesus Cristo misericordioso.

Durante os encontros de verão e no Encontro Internacional o Santíssimo Sacramento fica exposto na Capela da Visitação, onde Santa Margarida teve as visões e em outros locais acessíveis aos participantes. Podemos lembrar que Cristo disse à Santa Margarida em Paray que “se você crer, você verá o poder do meu Coração”. Em Paray nos deixamos penetrar pelo amor de Cristo cujo Coração arde de Amor pelos homens.

Ao concluir o Encontro internacional, o moderador da Comunidade Emanuel, Laurent Landete, disse que não estamos diante de uma porta que se fecha, mas sim diante de uma porta que se abre ao Ano da Fé, proposto por Bento XVI.

Desta forma convidou os participantes e todos os membros da Comunidade a um novo estilo de vida fundado na oração, na vida fraterna e na evangelização. Pediu a todos o compromisso de nos sustentarmos uns aos outros na nossa necessidade vital de nos ligarmos a Cristo, Emanuel, Deus conosco. Trata-se de uma necessidade vital para a missão da Igreja. Afirmou, citando Jean Vanier, que “sem uma experiência de vida comunitária não conseguimos viver”. É necessário que sejamos ardorosos homens e mulheres de fé.

Por fim disse que “a diversidade de nossas culturas e de nossos povos nos apontam para o rosto de Deus que transparece na nossa humanidade”. Pediu-nos que tenhamos um coração renovado na graça do testemunho que toca os corações das pessoas. É preciso estarmos sempre prontos para testemunhar o amor de Cristo. Ele aparece na comunhão dos estados de vida presentes na Comunidade: leigos, leigos consagrados, casais e sacerdotes.

Qual foi a temática desse encontro?

O encontro internacional abordou os principais pontos do carisma da Comunidade Emanuel para que cada membro pudesse renovar-se na graça fundadora da comunidade.

O Programa foi organizado em conferências e work-shops sob a responsabilidade de membros da Comunidade de vários países e convidados, dentre eles, alguns bispos que acompanham a Comunidade, por exemplo, o Cardeal Marc Ouellet, que foi Bispo de Quebec, e atualmente é Prefeito da Congregação dos Bispos em Roma.

Dentre os grandes temas podemos destacar:

O Jubileu da Comunidade Emanuel: o Coração de Jesus nos acolhe – dado por Steave e Anne Laurence, responsáveis pela Comunidade na AustraliaO que a Igreja espera de nós - dado pelo Cardeal Jean-Pierre Ricard, Presidente da Conferência Episcopal da FrançaPobreza e Humildade: chaves da evangelização – dado pelo Padre Rafael Fornasier, membro da Comunidade Emanuel e assessor da CNBB

Qual é a contribuição que a comunidade Emanuel dará para o Ano da Fé?

O Ano da Fé foi lembrado pelo moderador da Comunidade Emanuel, Laurent Landete. Ele convocou a todos os seus membros a viverem as graças da comunidade com fidelidade para que alimentados e renovados pelo Emanuel cada um individualmente e em comunidade possa continuar a atender as demandas da Igreja, conforme as solicitações dos seus bispos.

Neste contexto todos os membros da Comunidade são convidados a: 1) recordar a fundação da comunidade; 2) celebrar com alegria o que vivemos atualmente e 3) olhar com esperança para este Ano da Fé e décadas futuras. Como já dissemos, a conclusão deste Ano Jubilar é na verdade um novo começo para Comunidade. Com o Encontro esperamos estar ainda mais abertos à vontade do Sagrado Coração de Jesus. Esta experiência do Coração de Jesus nos revigora para a missão evangélica. Experimentamos mais profundamente a adoração, a misericórdia do Sagrado Coração em relação aos nossos pecados e o amor fraterno fundado em Cristo.

Como definir o carisma da Comunidade? Qual é o ponto principal desse carisma?

As três Graças fundantes da Comunidade Emanuel são: 1. Adoração ao Santíssimo Sacramento; 2. Compaixão; 3. Evangelização.

Todos os membros da Comunidade são convidados a viver estas três dimensões da vida de Fé independentemente de seu estado de vida.

Como disse o Cardeal Jean-Pierre Ricard, Presidente da Conferência Episcopal da França: “A Adoração tem um lugar central no Carisma da Comunidade Emanuel. Da Adoração nasce a Compaixão por todos os homens. Ela nos convida a servir fazendo o dom de nós mesmos a Deus e aos outros. Nós somos os servidores, mas é o Senhor que constrói a casa.”

Maria Martha Novaes dos Santos é paulistana e membro da comunidade Emanuel desde 1996, consagrada à Deus no celibato mora  há 4 anos Paróquia Nossa Senhora dos Alagados, em Salvador – Ba. Esta paróquia, confiada aos padres da Comunidade Emanuel, foi fundada  e abençoada em 1980 pelo Papa João Paulo II. Profissionalmente atua como Pedagoga, mas é também formada em Jornalismo.

(Edição Thácio Siqueira)