Concluída a fase diocesana da causa de beatificação do Cardeal VanThuân

Cardeal Vallini presidirá sexta-feira, 5 de julho, no Palácio Lateranense, a sessão de encerramento da beatificação e canonização do cardeal vietnamita, preso por 13 anos na prisão de Saigon

Roma, (Zenit.org) | 551 visitas

Ele foi preso em Saigon por 13 anos, nove dos quais em confinamento solitário, recém-nomeado arcebispo da capital. Em 1998, João Paulo II nomeou-o presidente do Conselho Pontifício Justiça e Paz, e em 2000 o chamou para pregar os exercícios espirituais para a Cúria Romana.

Agora, está em andamento a sua causa de beatificação e canonização, que chega à conclusão diocesana nesta sexta feira. Trata-se do cardeal vietnamita François Xavier Nguyen VanThuân(1928-2002), testemunho de fé e de esperança cristã. Na prisão, ele não pôde levar consigo a Bíblia, então, reuniu vários pedaços de papel que tinha encontrado e fez uma pequena agenda em que relatou mais de 300 frases do Evangelho, celebrou a missa na palma da sua mão, com três gotas de vinho e uma gota de água.

Dele o Beato João Paulo II, na conclusão dos exercícios espirituais pregados pelo cardeal VanThuânno Ano do Jubileu, disse: "Testemunha da cruz nos longos anos de prisão no Vietnã, nos contou com frequência fatos e acontecimentos de sua sofrida prisão, nos fortalecendo na certeza reconfortante de que, quando tudo desmorona à nossa volta e talvez até mesmo dentro de nós, Cristo continua a ser o nosso apoio inabalável". Sexta-feira (5) estará presente na cerimônia o postulador da causa, o holandese Waldery Hilgeman, muitos cardeais, autoridades da Igreja e outros. A fase diocesana da causa de beatificação e canonização foi aberta pelo cardeal Vallini em 22 de outubro de 2010.