Condolências do Papa pela morte do Cardeal Bevilacqua

O cardeal ítalo-americano foi arcebispo de Filadélfia

| 731 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012 (ZENIT.org) - Por ocasião da morte do Cardeal Anthony Bevilacqua, o Papa Bento XVI enviou a sua mensagem de condolências. Arcebispo emérito da Diocese de Filadélfia, Bevilacqua faleceu ontem à noite com a idade de 88 anos.

"Ao ouvir a triste notícia da morte do Cardeal Anthony Bevilacqua, Arcebispo Emérito de Filadélfia, ofereço as minhas mais profundas condolências ao senhor e a todos os fiéis da Arquidiocese", escreveu o Papa num telegrama dirigido ao atual arcebispo da cidade americana, monsenhor Charles Chaput, OFM.

Com referência ao cardeal ítalo-americano que acabou de falecer, o Santo Padre expressou sua gratidão "pelos seus anos de ministério episcopal no rebanho de Cristo na cidade de Filadélfia, pelo seu constante compromisso em favor da justiça social, pelo cuidado pastoral dos migrantes e pela sua excelente contribuição na revisão do direito da Igreja nos anos sucessivos do Concílio Vaticano II."

Nascido em Brooklyn, no 17 de junho de 1923, de pai pugliese e mãe Irpina, Anthony Bevilacqua se formou na Cathedral College da sua cidade natal em 1943 e foi ordenado sacerdote em 1949 na catedral de St. James em Brooklyn.

Formado em Direito Canônico na Pontifícia Universidade Gregoriana em 1956, retornou aos EUA, onde completou seus estudos jurídicos. Monsenhor Bevilacqua foi professor de Direito Canônico no Seminário da Imaculada Conceição no Brooklyn e de Direito das Migrações na St. John University.

Ordenado bispo em 1980, Bevilacqua foi bispo auxiliar no Brooklyn, depois, a partir de 1983, bispo de Pittsburgh e, finalmente, desde 1988, arcebispo de Filadélfia, cargo mantido por 15 anos.

A nomeação cardenalícia foi no consistório de 1991  quando o Papa João Paulo II atribuiu a Bevilacqua o título do SS. Redentor e de Santo Alfonso na Via Merulana.