Confiar a Igreja ao Senhor é uma oração que a faz crescer

Palavras do Papa Francisco na homilia da missa celebrada hoje na capela da Casa Santa Marta

Roma, (Zenit.org) Redacao | 1008 visitas

“Quando a Igreja se torna mundana (...) quando tem dentro de si o espírito do mundo, quando tem aquela paz que não é a do Senhor, ela é fraca, é uma Igreja que será derrotada e será incapaz de levar o Evangelho, a mensagem da Cruz, o escândalo da Cruz... Não pode levá-lo adiante se é mundana”.As palavras do Papa Francisco na homilia pronunciada esta manhã durante a Missa celebrada na Capela da Casa Marta, na presença de alguns funcionários da Administração do Patrimônio da Sé Apostólicadestacam o ato de entrega da Igreja ao Senhor econvida à oração.

O Papa levantou a questão:“Nós rezamos pela Igreja, mas por toda a Igreja?Rezamos “pelos nossos irmãos que não conhecemos em todo o mundo ?”Enós, na nossa oração, “dizemos ao Senhor: Senhor, protege a tua Igreja... Ela é Tua. A tua Igreja são os nossos irmãos. Esta é uma oração que nós devemos fazer do coração, sempre mais ".

É fácil- observou o Santo Padre- “rezar para pedir uma graça ao Senhor, para agradecer-Lhe ou quando precisamos de algo”. Todavia, écomplicado rezar pelos outros, por todos os batizados, dizendo ao Senhor “são teus, são nossos,guardá-los”.

"Confiar a Igreja ao Senhor” éum “ato de fé” fundamental – destaca o Papa - “uma oração que a faz crescer”. “Nós não temos poder, somos pobres servidores – todos – da Igreja”.Só Deus "pode levá-la adiante eprotegê-lae fazê-lacrescer, para torná-lasanta, protegê-la do príncipe deste mundoede quem quer que a Igreja se torne mundana".Para o Pontífice “este é o maior perigo!".  

O papa Franciscofaloudo valor da oração, como luz que ilumina em direção à paz “que o mundo não pode dar”, que “não se compra”, mas que é “dom da presença de Jesus na sua Igreja”.

“Entregar-se ao Senhor –reitera o Papa -confiar a Ele a Sua Igreja, os idosos, os doentes, as crianças, os jovens… Confiar a Igreja que passa por tribulações, como as perseguições,mas também pequenas tribulações: como as doenças ou os problemas familiares“. Grandes ou pequenos, devemos entregar tudoemoração, implorando aoSenhor: “Protegeia tua Igreja natribulação,paraquenão percaa fé e a esperança”- disse o Papa.

"Fazer esta oração de entrega pela Igreja – concluiu papa Francisco– nos fará bem e fará bem à Igreja. Dará grande paz a nós e grande paz a Ela, não nos tirará das tribulações, mas nos fará forte nas tribulações."