Congregações e Movimentos eclesiais acreditam na juventude

Encontro no Brasil de Congregações e Movimentos que trabalham com a Juventude

| 899 visitas

BELO HORIZONTE, segunda-feira, 17 de setembro de 2007 (ZENIT.org).- As Congregações religiosas e os Movimentos eclesiais acreditam na juventude para a construção de um presente e um futuro melhores.



Esse foi o destaque do 12º Encontro Nacional de Congregações e Movimentos que trabalham com a Juventude, realizado de 13 a 16 de setembro, em Belo Horizonte.

Mais de 100 representantes de congregações e movimentos eclesiais se encontraram para refletir, partilhar experiências e planejar ações relacionadas à juventude, na capital do Estado de Minas Gerais (sudeste do Brasil).

O assessor do setor juventude da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Padre Gisley Azevedo, mostrou-se animado com o encontro. «Vejo que o grupo se identifica porque todos têm os mesmos objetivos. Também me sinto feliz em ver que todos estão esperançosos e acreditam na juventude», disse.

Os participantes tiveram momentos de formação e reflexão como uma exposição sobre a Teologia Juvenil, o lugar teológico do jovem. Eles também partilharam experiências de trabalhos desenvolvidos com a juventude, seja na periferia ou nas zonas rural e urbana.

Nesse sábado, a reflexão foi sobre as ações juvenis baseadas no documento Evangelização da Juventude, aprovado na última Assembléia-Geral da CNBB.

Durante a tarde desse dia, os participantes se organizaram em grupos para elaborar um pré-projeto para atender às necessidades dos jovens brasileiros.

Dom Eduardo Pinheiro, bispo auxiliar de Campo Grande (Mato Grosso do Sul) e responsável na CNBB pelo Setor Juventude, em sua apresentação sobre o documento, ressaltou muitas vezes a necessidade de apaixonar-se pelos jovens.

«A paixão faz com que trabalhemos bem, com que respiremos juventude», afirmou.