Congresso pede fim do preconceito contra turismo religioso

| 1694 visitas

FÁTIMA, segunda-feira, 8 de junho de 2009 (ZENIT.org).- Um congresso sobre destinos religiosos realizado em Fátima destacou a importância de se acabar com o preconceito contra o turismo religioso para que este se fortaleça e desenvolva ainda mais.

O II Congresso Ibero-Americano de Destinos Religiosos / V Congresso Internacional de Cidades-Santuário pediu uma “mudança de mentalidades” em relação ao turismo religioso, “para que o preconceito se dissipe” e ele “passe a ser mais valorizado por parte de entidades públicas e privadas”.

O Congresso reuniu 400 congressistas vindos de 25 países, no Centro Pastoral Paulo VI, no Santuário de Fátima, de 4 a 6 de junho.

O comunicado final do evento afirma que o turismo religioso é um “produto estratégico que não deve ser desprezado”.

“O turismo religioso, pelo número de visitantes que envolve em todo o mundo, pelo volume de receitas que gera, de empregos que cria e até pela importância de que se reveste para o bem-estar pessoal dos que o praticam, não pode ser considerado uma realidade menor no contexto mais geral da atividade turística.”

No conjunto das várias formas de turismo existentes –destaca o comunicado–, o turismo religioso “parece ser o mais estável e aquele que menos oscilações sofre perante situações de crise como a que se vive atualmente”.

Neste sentido, os congressistas pedem “uma aposta na promoção dos destinos religiosos”, que se deve realizar “em parceria com operadores turísticos e agentes de viagens”.