Congresso sobre Divina Misericórdia recorda aniversário da morte de João Paulo II

Uma iniciativa inédita que prevê uma missão pelas ruas de Roma

| 537 visitas

CIDADE DO VATICANO, domingo, 30 de março de 2008 (ZENIT.org).- O terceiro aniversário do falecimento de João Paulo II será recordado em Roma com o primeiro Congresso Apostólico Mundial da Divina Misericórdia, que será inaugurado por Bento XVI.

A inauguração acontecerá às 10h30 do dia do aniversário, em 2 de abril, no Vaticano, com a missa que o Papa presidirá em memória de Karol Wojtyla e que serve de início de atividades para esta iniciativa inédita.

Os participantes não só poderão escutar conferências de cardeais, bispos e inclusive de representantes de outras confissões cristãs, mas participarão de uma missão pelas ruas da cidade eterna. O congresso prevê, também, um festival missionário e espetáculos.

A primeira palestra, na tarde de 2 de abril, estará a cargo de seu promotor, o cardeal Christoph Schonborn, arcebispo de Viena; assim como do cardeal Camillo Ruini, bispo vigário do Papa para a diocese de Roma, e do cardeal Stanislaw Dziwisz, arcebispo de Cracóvia, inseparável secretário de João Paulo II.

As palestras acontecerão na Basílica de São João de Latrão, catedral do bispo de Roma.

Os dias seguintes, de quinta-feira a sábado, começarão com manhãs dedicadas à reflexão sobre diferentes aspectos ou manifestações da Divina Misericórdia, dirigidas por cardeais e bispos: «O mistério da Misericórdia, tesouro da Igreja», «A Misericórdia para a comunhão da Igreja», «A Misericórdia para a missão da Igreja».

As tardes serão dedicadas a atividades de evangelização, em particular a uma missão pelas ruas de Roma, que incluirá adoração em algumas igrejas e a disponibilidade para que as pessoas possam receber o sacramento da Reconciliação.

Nas noites, em dois dias estão previstos dois espetáculos de evangelização, um realizado pela Comunidade «Cenáculo», e outro pela Comunidade «Shalom». Na noite da quinta-feira, na praça Navona, acontecerá o Festival Missionário.

O encerramento acontecerá no domingo, 6 de abril, com uma missa presidida pelo cardeal Schonborn na basílica de São Pedro, no Vaticano. Ao meio-dia, os participantes na eucaristia se unirão aos peregrinos para rezar junto ao Papa o Regina Caeli.

Este domingo, em sua alocução por ocasião dessa oração mariana, Bento XVI desde Castel Gandolfo pôs este congresso «sob a celestial proteção de Maria Santíssima, Mater Misericordiae», «Mãe da Misericórdia».

«Encomendamos a ela a grande causa da paz no mundo para que a Misericórdia de Deus realize o que é impossível fazer unicamente com as forças humanas e infunda a valentia do diálogo e da reconciliação», disse o pontífice.

Mais informação em http://www.worldapostoliccongressonmercy.org