Conjunto de favelas acolhe a Jornada Diocesana da Juventude

Arquidiocese do Rio de Janeiro vai ao encontro das periferias existenciais. Moradores poderão usufruir de serviços de saúde e de cunho social

Fortaleza, (Zenit.org) Redacao | 308 visitas

A Igreja, em todo mundo, celebra anualmente as Jornadas Mundiais da Juventude no Domingo de Ramos, em nível diocesano, e a cada três anos aproximadamente, em nível internacional, como o será na Polônia, em 2016. Neste ano, ela acontecerá no dia 13 de abril com o tema “Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu” (Mt 5,3), escolhido pelo Santo Padre

No Rio de Janeiro, conforme nota da assessoria de imprensa, a grande mobilização com a juventude será no sábado, dia 12 de abril. A partir das 14h, os jovens das paróquias, movimentos, novas comunidades, congregações e pastorais da juventude são convidadas a se concentrarem na Praça de Inhaúma, zona norte do Rio, em frente à Paróquia São Tiago, para a procissão dos ramos que vai se dirigir até o Complexo do Alemão. Para este percurso, o Setor Juventude pede que os jovens levem seus ramos e que contribuam com 1kg de alimento não perecível para as ações sociais no Complexo. Durante o itinerário, um trio elétrico animará a juventude e a música ficará por conta do Ministério da Comunidade Shalom.

O local escolhido para a celebração foi o Complexo do Alemão. O nome faz referência ao antigo dono das terras, o polonês Leonard Kaczmarkiewicz. O fazendeiro ganhou o apelido na década de 1920, quando chegou à Serra da Misericórdia, então zona rural da cidade. Com a gradual transformação da região em polo industrial, muitos imigrantes foram atraídos para o local e o povoamento foi acelerado. Atualmente o Complexo do Alemão é composto por 15 comunidades ou favelas, cuja população é de aproximadamente 60.000 pessoas. A região sempre foi conhecida como uma das mais violentas da cidade.

A assessoria de imprensa da Arquidiocese do Rio de Janeiro informa que o local foi escolhido como uma forma de vivenciar o tema deste ano e, assim, concretizar o apelo do Papa de ir ao encontro das “periferias existenciais”. Um das atividades para este objetivo será a Ação de Amor do Cristo Redentor, quando os moradores poderão usufruir de serviços de saúde e de cunho social. 

Após a procissão, o bispo nomeado da Diocese de Valença (RJ) e referencial para juventude do Regional Leste 1, Dom Nelson Francelino Ferreira, celebrará a Santa Missa. A celebração eucarística será animada pela Banda Linguagem dos Anjos e, em seguida, a cantora Olívia Ferreira fará um show encerrando o dia.

(MEM)