Consagradas: testemunho de especial relevância hoje

Papa propõe a elas um estilo de vida que seja “exegese da Palavra de Deus”

| 856 visitas

EL ESCORIAL, sexta-feira, 19 de agosto de 2011 (ZENIT.org) – Bento XVI dirigiu-se hoje a cerca de mil jovens religiosas, quase todas espanholas, procedentes de 294 institutos, das quais 400 pertencem à vida contemplativa.

O encontro aconteceu no Pátio de los Reys do Mosteiro de El Escorial, um monumento composto por um palácio real, uma basílica – onde estão enterrados alguns reis da Espanha – e um mosteiro, que abriga uma comunidade beneditina masculina.

Em sua chegada, o Papa foi recebido por quatro jovens religiosas, que o acompanharam até um palco montado no pátio, de onde Bento XVI falou aos presentes.

“Sinto uma grande alegria por poder encontrar-me convosco, que consagrastes a vossa juventude ao Senhor”, disse o Papa, entre aplausos.

O pontífice convidou as jovens consagradas a aprofundar no sentido de sua consagração, a “viver no seguimento de Cristo casto, pobre e obediente”, convertendo sua própria vida em “uma exegese viva da Palavra de Deus”.

Neste sentido, insistiu na importância da volta da radicalidade do estilo de vida, uma radicalidade que se deve entender como um “ir à raiz do amor a Jesus Cristo com um coração indiviso, sem nada antepor a esse amor”.

Este testemunho “adquire uma especial relevância hoje, quando se constata uma espécie de eclipse de Deus, uma certa amnésia, senão mesmo uma verdadeira rejeição do cristianismo e uma negação do tesouro da fé recebida, com o risco de se perder a própria identidade profunda”, afirmou.

Por isso, frente “ao relativismo e à mediocridade, surge a necessidade desta radicalidade que testemunha a consagração como uma pertença a Deus sumamente amado”.

Esta radicalidade – sublinhou o Papa – deve-se dar “na comunhão filial com a Igreja”, com os pastores, com o Magistério da Igreja e a tradição cristã, assim como com a própria família religiosa, “conservando agradecidas o seu genuíno património espiritual e apreciando também os outros carismas”.

Na Espanha, existem quase três vezes mais religiosas do que religiosos (303 institutos frente a 104), com um total de quase 50.000 religiosas, tanto contemplativas como de vida apostólica ativa.

Madri é, depois de Roma, a diocese com maior número de comunidades religiosas e com o maior número de consagrados do mundo. Só de ordens contemplativas, há 34 mosteiros femininos e 3 masculinos. De vida apostólica ativa, na arquidiocese há cerca de 1.100 famílias religiosas, com quase 3 mil consagrados e 8 mil consagradas.

--- --- ---

Na internet, íntegra das palavras do Papa: http://www.zenit.org/article-28629?l=portuguese