Copa do Mundo da África: preocupação com a prostituição

Cardeal Napier crê que a FIFA pressiona pela despenalização

| 1481 visitas

ROMA, quarta-feira, 18 de novembro de 2009 (ZENIT.org).- A Igreja teme a disparada da prostituição na África do Sul durante a Copa do Mundo de 2010, o que facilitaria a propagação da AIDS.

O arcebispo de Durban, cardeal Wilfrid Fox Napier, que se encontra em Roma com motivo da assembleia plenária da Congregação para a Evangelização dos Povos, demonstrou à agência Fides sua preocupação.

“A maior preocupação é quanto a uma possível explosão do fenômeno da prostituição. Me parece que a FIFA (Federação Internacional de Futebol) está pressionando o governo sul-africano para despenalizar a prostituição”.

“Se isso sucedesse, teríamos um forte aumento da propagação do vírus HIV e da AIDS”, advertiu.

Em relação ao Mundial de Futebol, a Igreja local iniciou um programa de sensibilização sobre a prostituição e sobre o cuidado dos seres humanos.

“Estamos coordenando os esforços da Igreja Católica com os do governo e os de outras organizações em vista do Mundial de 2010”, explicou.

E acrescentou: “iniciamos uma campanha de sensibilização e de prevenção do crime dirigida em particular às famílias”.

Segundo explicou o cardeal Napier, “há muitos pais que preferem não se dar conta de que seus filhos atuam em atividades ilícitas”.