Coréia inspira Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos de 2009

«Serão um, em tuas mãos», é o lema extraído do livro de Ezequiel

| 900 visitas

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 16 de janeiro de 2008 (ZENIT.org).- Este ano, o projeto da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, de 18 a 25 de janeiro, foi elaborado pelos cristãos que sofrem em sua própria carne a divisão, na Coréia.

Como se fosse ontem, seus redatores sentem o drama da guerra que dividiu o país (1950-1953) e que, além de uma quantidade enorme de mortos, deixou 10 milhões de famílias divididas nos dois lados, sem poder se comunicar.

O lema que estes cristãos escolheram para propor reflexões aos dois bilhões de cristãos do planeta foi tomado do profeta Ezequiel: «Serão um, em tuas mãos» [as duas partes de uma mesma madeira].

Após a escolha do lema, o Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos e a Comissão «Fé e Constituição» do Conselho Ecumênico das Igrejas, acolheram o projeto coreano e o lançaram a todas as Igrejas locais para alimentar a oração que se eleva em todos os lugares do planeta pelos cristãos para que «sejam todos um».

Frente à divisão de seu país, representantes das Igrejas na Coréia «buscaram a inspiração no profeta Ezequiel, que também viveu em um país tragicamente dividido e que desejava a unidade para seu povo», explica a apresentação dos Subsídios para a Semana de Oração.

«Em 2009, os cristãos do mundo inteiro rezarão pela unidade ‘para que estejam unidos em tua mão’ (cf. Ez 37,17) – acrescenta o documento –. Ezequiel – cujo nome significa ‘Deus o faz forte’ – foi chamado para restituir esperança a seu povo, numa situação política e religiosa desesperada que perdurou depois da queda e ocupação de Israel, com o exílio de grande parte de seu povo».

Os membros do grupo local da Coréia viram que o texto de Ezequiel mostrava «semelhanças notáveis com a situação que eles viviam no seu país dividido, bem como a situação mais ampla dos cristãos desunidos».

«A palavra de Ezequiel lhes confirmou a esperança de que Deus reunirá novamente o seu povo, para fazer apenas um: o povo de sua pertença, que Ele abençoará e fortalecerá. Da Palavra brotou uma nova e suprema esperança: Deus criará um mundo novo».

O projeto de base dos textos para a oração foi preparado por um grupo de representantes da Conferência dos Bispos Católicos da Coréia (CBCK) e do Conselho Nacional das Igrejas da Coréia (NCCK).

Os materiais para a oração servem para denunciar a divisão da península coreana, «onde seus habitantes estão na impossibilidade de se comunicar com seus pais, filhos, irmãos e irmãs, famílias e amigos que vivem do outro lado».

«O sistema político norte-coreano que proíbe seus habitantes de pertencerem à tradição religiosa de sua escolha é um regime autoritário que limita a liberdade de consciência», continuam denunciando os cristãos das diferentes confissões.

Também esclarecem que tais antagonismos, conflitos, violências e guerras que nascem de hostilidades religiosas, raciais e étnicas não existem unicamente na Península coreana mas atualmente existem em numerosas regiões do mundo».

Por isso, concluem, «a situação de divisão e os sofrimentos que os coreanos vivem interpelam certamente aos cristãos e às sociedades do mundo inteiro».

«Os cristãos da Coréia (católicos, protestantes e ortodoxos) trabalham juntos pelo bem comum – para levar a paz autêntica à península coreana – com seus irmãos de outras religiões (Budismo, Confucionismo e outras religiões tradicionais, incluindo o Budismo Won e o Taoísmo Chon-Chon Do Gyo)», conclui o documento.

O programa redigido pelos cristãos coreanos oferece orações para cada um dos dias da semana em que representantes cristãos do mundo se reunirão em encontros ecumênicos.

A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos tem sua origem no movimento pentecostal na Escócia com vínculos nos Estados Unidos.

Em 1820, o reverendo James Haldane Stewart publicou «Conselhos para a união geral dos cristãos com vista a uma efusão do Espírito» (Hins for the outpouring of the Spirit). Em 1894, o Papa Leão XIII já animava a prática do Oitavário de oração pela unidade no contexto de Pentecostes.

Mais informação em http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/chrstuni/weeks-prayer-doc/rc_pc_chrstuni_doc_20080630_week-prayer-2009_po.html