Coro The Queen's, de Oxford atua na Sé de Braga

O Coro é um dos melhores e mais ativos coros universitários do Reino Unido. Já foi nomeado para um Grammy

Braga, (Zenit.org) Redacao | 479 visitas

A Confraria de Nossa Senhora do Sameiro e o Grupo de Voluntários de Nossa Senhora do Sameiro convidam todos os interessados para um concerto, no próximo dia 6 de setembro, na Sé de Braga, Portugal, às 21h30, interpretado pelo Choir of The Queen's College (Coro do Colégio Rainha, de Oxford).

O Coro do Queen’s College é um dos melhores e mais ativos coros universitários do Reino Unido. Para além da atividade regular na Capela durante o ano letivo, tem uma extensiva atividade concertista incluindo atuações com várias orquestras profissionais tais como The Brook Street Band, Oxford Philomusica, Orchestra of the Age of Enlightenment, e grava regularmente para a BBC Radio. Recentemente fez digressões pelos EUA, Sri Lanka, Itália, Portugal, Espanha, França, Holanda e Alemanha.

Este coro gravou vários discos de polifonia Portuguesa editada por Owen Rees. Em maio de 2013 editou com a marca Avie versões Dixit Dominus de Handel e Scarlatti. Em setembro de 2013 será lançado a gravação de uma nova cantata Welcome all Wonders de David Bednall. A estreia desta obra foi considerada uma "gloriosa atuação" pelo Oxford Times.

O coro do Queen’s College já foi nomeado para um Grammy pela sua participação na banda sonora do filme Harry Potter e o Enigma do Príncipe, lançado em julho de 2009 pela Warner-Brothers Studios. A direção musical está a cargo do maestro Owen Rees.

Owen Rees é simultaneamente maestro e musicólogo, e a sua investigação informa as suas atuações. Através do seu trabalho como maestro de coro, trouxe para a sala de concerto e para o estúdio de gravação, o reportório magnífico da Renascença e do Barroco incluindo muitas obras portuguesas previamente desconhecidas. As sua interpretações deste reportório tem sido aclamadas como ‘‘raros exemplos de musicologia e musicalidade combinados para resultar numa atuação que é ao mesmo tempo impactante e imediatamente atraente para o ouvinte" e como "uma das vozes mais energéticas e persuasivas". Owen Rees já dirigiu festivais por todo o mundo. Lançou discos com as marcas Hyperion, Herald, Guild, Signum, e Avie, obtendo sempre elogios da crítica. Foi selecionado para Prémio de Música Antiga na Gramophone. Para além do coro do Queen's College dirige também, o ensemble Contrapunctus.

Owen Rees tem uma vasta lista de publicações que inclui obras sobre muitos dos principais compositores portugueses dos séculos XVI e XVII, sobre os compositores espanhóis Cristóbal de Morales, Francisco Guerrero, e Tomás Luis de Victoria, e sobre o compositor inglês William Byrd.

A entrada é livre.

(Fonte: Arquidiocese de Braga / Confraria do Sameiro)