Corpus Christi é comprometimento dos católicos

Em Caçapava (São Paulo), beleza dos tapetes é tradição

| 1109 visitas

Por Alexandre Ribeiro

CAÇAPAVA, quinta-feira, 22 de maio de 2008 (ZENIT.org).- O Corpus Christi é uma festa de comprometimento dos católicos e não uma simples exibição pública da Eucaristia, afirma um religioso brasileiro.

Na cidade de Caçapava (107 km de São Paulo) a festa do Corpo de Cristo é tradição. Os belos tapetes desenhados nas ruas atraem cerca de 10 mil peregrinos e turistas de outras localidades.

Para enfeitar as ruas para a procissão do Santíssimo, 1,3 mil fiéis trabalharam não só entre ontem e hoje, mas também em dias passados, colorindo as 80 toneladas de areia, material principal das composições.

Durante a noite de quarta para quinta-feira, grupos de jovens, casais com crianças, adultos e idosos eram vistos pelos cerca de 3 km de vias que seriam enfeitadas para a procissão da tarde.

Frei Décio Pires, que presidiria à missa e conduziria a procissão, reconheceu a Zenit a alegria do povo da cidade com a festa. «É um trabalho muito bonito, que as pessoas fazem por devoção. Muitas famílias esperam ansiosas por este dia», afirmou.

A beleza dos tapetes de Corpus Christi de Caçapava é famosa em todo o Brasil. «Há famílias que enfeitam as ruas há 50 anos», disse o religioso da Ordem dos Frades Menores Conventuais.

Frei Décio acredita que a festividade deve encantar não só por sua beleza plástica. «O Corpus Christi não é um simples passeio com o Santíssimo, mas um testemunho de comprometimento dos católicos», afirma.

«É o momento dos católicos mostrarem para todos qual é o centro da nossa fé», disse.

O religioso antecipou a Zenit essa quarta-feira o que destacaria em sua homilia: «Em linha com as diretrizes da evangelização no Brasil, enfatizarei a importância dos discípulos e missionários de Jesus encontrarem seu alimento e força na Eucaristia».

Ao amanhecer desta quinta-feira em Caçapava, os belos tapetes e ruas enfeitadas já aguardavam os fiéis e a procissão marcada para a tarde.