Costa Rica: congresso pela vida e pela família

Evento foi simultâneo à Jornada Mundial das Famílias celebrada em Roma

Roma, (Zenit.org) | 295 visitas

O Primeiro Congresso Nacional pela Vida e pela Família foi celebrado na Costa Rica nos dias 26 e 27 de outubro, na sede da Conferência Episcopal, em San José, com o apoio dos bispos do país através da Comissão Nacional para a Pastoral da Família e da Associação pela Vida.

Cerca de 360 pessoas participaram do evento, que aconteceu em paralelo à Jornada da Família presidida em Roma pelo papa Francisco, dentro da programação do Ano da Fé.

Os organizadores destacaram que a Costa Rica vive neste momento "constantes pressões externas contrárias ao direito à vida do ser humano em gestação, materializadas na injusta sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos a respeito da fecundação in vitro".

O lema do evento foi “É hora de agir!”, propondo “uma ação concreta contra as pressões que ameaçam o primeiro direito humano: o direito à vida”.

O ato, que contou com amplia participação e com a intervenção de especialistas pró-vida de toda a América Latina, faz parte de um projeto mais abrangente, proposto pela Comissão Nacional para a Pastoral da Família e pelo Departamento Família, Vida e Juventude, do CELAM, que inclui uma série de reuniões regionais e nacionais com o objetivo de “promover a família como casa e escola de comunhão e modelo de vida para a sociedade”.

Poucos dias antes do congresso, anônimos picharam frases a favor do aborto em boa parte do exterior da sede da Conferência Episcopal da Costa Rica (CECR), na capital do país, San José, assim como a fachada do jornal El Eco Católico. Em comunicado, a CECR avaliou as pichações como altamente ofensivas "para com a Igreja e para com a sua posição em favor do respeito pela vida humana desde o momento da concepção".